domingo, 29 de julho de 2018

Remador Botafoguense Uncas Tales é Bicampeão Mundial

pesquisa de Claudio Falcão

(Imagem: Facebook Botafogo Regatas)

Na manhã deste domingo, no Lago Malta, em Poznań (Polônia), o remador botafoguense Uncas Tales Batista conquistou para o Brasil o bicampeonato mundial no single skiff peso leve sub-23, cravando 6’51”270 para a distância de 2.000 m.

Notável façanha do atleta da Estrela Solitária, que em 2017 foi eleito pelo COB o melhor remador brasileiro do ano, e no qual depositamos muitas esperanças para os Jogos Olímpicos de 2020.

Esperamos sinceramente que a imprensa escrita do nosso País divulgue, como devidamente merece, o feito do remador alvinegro.

Técnico Paulinho e Uncas Tales Batista, remador bicampeão mundial
(imagem: Facebook Botafogo Regatas)

Parabéns, Uncas, e ao seu técnico, o também botafoguense Paulo Vinícius Alves de Souza, o Paulinho!

[Fonte: Facebook Botafogo Regatas.]

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Com o Time Reserva, Botafogo derrotou o Rubro-Negro em 1997

pesquisa de Claudio Falcão

Da esquerda para a direita (só os jogadores), em pé: Bruno Carvalho,
Grotto, Alexandre Seixas, Alemão, Marcelo Augusto (?) e Alex Guimarães;
agachados: França, Zé Carlos, Serginho (?), Róbson e Renato Carioca
(imagem: Jornal do Brasil; foto: Marcelo Theobald)

Numa partida válida pelo 1º turno do Campeonato Estadual (Taça Guanabara), competição que o Botafogo viria a conquistar, o Glorioso atuou com uma equipe constituída somente por jogadores reservas, em que até mesmo o seu principal suplente, o atacante Dimba, não jogou, derrotando o Rubro-negro por 1 a 0, gol de Renato Carioca.

(Álbum Grandes Clubes do Futebol Brasileiro 97)

E vejam, pela ficha técnica abaixo, que a representação botafoguense foi dirigida por Valinhos (José Claudinei Georgini), auxiliar-técnico do seu treinador principal, o ‘papai’ Joel Santana.

Ficha Técnica:

BOTAFOGO F.R. 1 x 0 C.R. FLAMENGO
Data: 26/03/1997
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Árbitro: Ubiraci Damásio
Competição: Campeonato Estadual (Taça Guanabara)
Renda: R$176.560,00 / Público: 17.024 pagantes e 17.778 presentes
Gol: Renato Carioca, aos 25’ (1º tempo)
Cartões amarelos: Serginho, Renato Carioca, Alemão, Róbson, Zé Carlos e Alex Guimarães (Botafogo); Fábio Baiano, Mancuso e Fabiano (Flamengo)
Cartões vermelhos: Mancuso (no 1º tempo) e Renato Carioca (no 2º tempo)
Botafogo: Alex Guimarães, Bruno Carvalho (Arcelino), Grotto, Marcelo Augusto e Alexandre Seixas; Alemão*, França, Renato Carioca e Zé Carlos (Sidicley); Róbson (Clayton) e Serginho. Técnico: Valinhos (assistente de Joel Santana)
* Alemão = Sandro Hélio Müller
Flamengo: Fábio Noronha, Fábio Baiano, Júnior Baiano, Fabiano e Athirson (Leonardo); Bruno Quadros, Mancuso, Iranildo (Marco Aurélio) e Lúcio (Maurinho); Romário e Sávio. Técnico: Júnior
[Fonte: Jornal do Brasil.]

Em 1997 o Botafogo conquistou a Taça Guanabara
(campanha 100%), a Taça Rio e o Campeonato Estadual

quarta-feira, 18 de julho de 2018

O ‘Xerife’ Wilson Gottardo

pesquisa de Pedro Varanda; colaboração: Claudio Falcão

(Álbum Campeonato Brasileiro 1990)

Nome: Wilson Roberto Gottardo.
Nascimento: 23 de maio de 1963 (Santa Bárbara D’Oeste – SP).

Foi contratado por Cz$2.000.000,00 (moeda da época) ao Guarani F.C. (SP) em março/1987, tendo atuado pelo Alvinegro carioca de 1987 a 1990 e de 1994 a 1996, sendo o 14º jogador que mais jogou pelo Clube da Estrela Solitária. Em fevereiro/1991 havia se transferido para o C.R. Flamengo. Em meados de 1993 transferiu-se para o Marítimo (POR) e em janeiro/1994 estava de volta ao Botafogo, vindo do clube português. Dono do seu passe, depois de sua segunda passagem pelo Glorioso, o zagueiro acertou o seu ingresso no Fluminense F.C. em janeiro/1997.

Estreia pelo Botafogo: 22/03/1987 – 0 x 0 Campo Grande-RJ (Campeonato Carioca), Ítalo Del Cima (Rio de Janeiro). Botafogo – Luiz Carlos, Josimar, Marinho, Wilson Gottardo e Mongol; Derval, Luisinho (De Lima) e Édson Maradoninha; Helinho (Tôni), Fernando Macaé e Berg. Técnico: Jair Pereira.

Despedida: 24/11/1996 – 1 x 4 Portuguesa de Desportos-SP (Campeonato Brasileiro), Couto Pereira (Curitiba). Botafogo – Carlão, França, Wilson Gottardo, Gonçalves e Jefferson; Souza, Otacílio, Clayton (Giuliano) e Zé Carlos (Marcelo Augusto); Mauricinho e Túlio (Wilson Goiano). Técnico: Jair Pereira. Gol: Zé Carlos. Obs.: França, Wilson Gottardo, Souza e Otacílio foram expulsos.

Jogos pelo Botafogo: 354 (trezentos e cinquenta e quatro).
Gols: 13 (treze).

Títulos– 10 (dez):

Campeonato Carioca (Estadual): 1989 e 1990.
Taça Rio: 1989
Campeonato Brasileiro: 1995.
Torneio Municipal (Taça Cidade Maravilhosa): 1996.
Torneios Internacionais: Taça Cidade Palma de Mallorca, na Espanha (1988); Torneio da Amizade em Veracruz, no México (1990); Triangular Eduardo Paes no Rio de Janeiro (1994); President Of Alaniya em Vladikavkaz, na Rússia (1996); Taça Teresa Herrera em La Coruña, na Espanha (1996).

* Foram considerados os campeonatos, taças e torneios em que Wilson Gottardo atuou.

quarta-feira, 11 de julho de 2018

O Meio-Campo Gaúcho Élton

pesquisa de Pedro Varanda; colaboração: Claudio Falcão 

Élton em 1963
(imagem: Revista do Esporte)

Nome: Élton Fensterseifer.
Nascimento: Roca Sales (RS), 30/09/1937.
Falecimento: Porto Alegre (RS), 22/12/2010.

O jogador havia adquirido o próprio passe ao Grêmio F.B.P.A. (RS), negociando-o em fevereiro/1963 com o Botafogo por Cr$10.000.000,00 (moeda da época). E após atuar por três anos no Alvinegro carioca, transferiu-se para o S.C. Internacional (RS) em junho/1966. 

Estreia no Botafogo:

BOTAFOGO 3 x 4 SANTOS (SP)
Data – 19/03/1963
Local – Pacaembu (São Paulo)
Competição – Campeonato Brasileiro / Taça Brasil
Botafogo – Manga, Rildo, Zé Maria (Paulistinha), Nílton Santos e Ivan; Ayrton e Élton (Édison); Amoroso, Quarentinha (Romeu), Amarildo e Zagallo. Técnico: Marinho Rodrigues. Gols: Quarentinha, Amoroso e Amarildo.

Despedida:

BOTAFOGO 3 x 0 FERROVIÁRIO (CE)         
Data – 29/05/1966
Local – Presidente Vargas (Fortaleza)
Competição – Torneio Cidade de Fortaleza
Botafogo – Cao, Joel, Nagel, Adevaldo e Paulistinha (Nílson Santos); Élton e Luiz Carlos Theodoro (Elizeu); Dagoberto (Jorge), Humberto, Sicupira e Jerônimo. Técnico: Tim. Gols: Sicupira, Dagoberto e Jerônimo. Obs.: 1) Reestreia de Nílson Luiz dos Santos; 2) O técnico Tim (Elba de Pádua Lima) foi emprestado pelo Fluminense FC, já que Neca havia retornado ao Rio de Janeiro; 3) Elizeu, Jorge e Jerônimo, jogadores ainda não identificados (não sabemos o nome completo).
Fonte: Correio do Ceará.

Atuou em 122 jogos pelo Botafogo e marcou 16 gols.

Obs.: ainda atuou em 1 (um) jogo do Torneio Início em 1965 e também pelo aspirante do mesmo ano, marcando 1 (um) gol e sendo campeão carioca da categoria.

TÍTULOS:

Torneio Magalhães Pinto de Belo Horizonte – 1964
Torneio Jubileu de Ouro da Associação de Futebol (La Paz) – 1964
Quadrangular do Suriname – 1964
Torneio Rio-São Paulo –1964 e 1966
Taça Círculo de Periódicos Esportivos de Caracas – 1966
Taça Carranza de Buenos Aires – 1966
Quadrangular de Teresina – 1966

quarta-feira, 4 de julho de 2018

O Goleador Cearense China

pesquisa de Pedro Varanda; colaboração: Claudio Falcão

(Álbum 'Balas Equipe')

Nome: José Ricardo da Silva (China).
Nascimento: Fortaleza (CE), 11/09/1939.

Notas: 1) Veio das categorias de base do próprio Botafogo, onde foi campeão carioca de infanto-juvenis (1955) e bicampeão carioca de aspirantes (1958-1959); 2) Atleta olímpico: Roma (1960); 3) Em agosto de 1962 teve seu passe negociado para a Sampdoria (ITA).

Estreia no Botafogo:

BOTAFOGO 0 x 0 INTERNACIONAL (RS)
Data – 27/04/1958
Local – Eucaliptos (Porto Alegre)
Competição – Amistoso
Botafogo – Adalberto, Lucas, Thomé, Servílio e Ney Rosa; Beto e Édison (China); Rossi (Garrinchinha), Paulinho Valentim, Quarentinha e Cañete (Neyvaldo). Técnico: João Saldanha.
Fontes: Boletim do BFR e Diário de Notícias, de 29-04, Porto Alegre.

Despedida:

BOTAFOGO 3 x 0 ATLÉTICO (MG)
Data – 04/07/1962
Local – Independência (Belo Horizonte)
Competição – Amistoso
Botafogo – Manga (Ary Jório), Joel, Zé Maria, Nílton Santos (Paulistinha) e Rildo; Ayrton (Pampolini) e Didi (Édison); Garrincha, Amoroso, Amarildo (China) e Zagallo (Neyvaldo). Técnico: Marinho Rodrigues. Gols: Zagallo, Amarildo e Neyvaldo.

Jogos pelo Botafogo: 102 + 10 (Torneio Início) = 112

Gols: 50 + 4 (Torneio Início) = 54

Títulos:

Triangular Internacional da Costa Rica (1961)
Torneio Início do Rio de Janeiro (1961)
Campeonato Carioca (1961)
Pentagonal do México (1962)
Torneio Rio-São Paulo (1962)
Torneio Início do Rio de Janeiro (1962)