domingo, 22 de setembro de 2019

Caricatura 55 – Moreira

pesquisa de Claudio Falcão

Ismael Moreira Braga é o nome completo do antigo lateral Moreira, cuja caricatura exibimos neste domingo no DataFogo.

Veio das categorias de base do Botafogo, tendo estreado nos profissionais no Torneio Início de 1965, atuando pelo Alvinegro carioca até janeiro de 1971.

Pelo Glorioso conquistou os seguintes títulos oficiais: campeão carioca de aspirantes (1965), campeão do Torneio Início de profissionais (1967), bicampeão carioca e da Taça Guanabara (1967-1968) e campeão da Taça Brasil / Campeonato Brasileiro (1968).


Caricaturista: Otelo - 1968
(fonte: O Globo)

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Os Maiores Artilheiros Estrangeiros do Botafogo

pesquisa de Pedro Varanda; colaboração: Claudio Falcão

Trata-se de uma atualização e de um acréscimo de jogadores à relação publicada anteriormente em https://datafogo.blogspot.com/2012/10/os-dez-maiores-artilheiros-estrangeiros.html, visto que a mesma foi postada há sete anos.

Novamente priorizamos a contagem absoluta, porém também é exibida a colocação dos artilheiros levando-se em consideração a média de gols.

El Lobo Fischer, o 1º colocado
(Revista Grandes Clubes Brasileiros -
Botafogo, nº 13 - 1972)

1º) Fischer, ‘El Lobo’ (argentino), 68 gols em 180 jogos, média de 0,37 – 8º (1972-1976)
2º) ‘Loco’ Abreu (uruguaio), 63 gols em 107 jogos, média de 0,58  (2010-2012)
3º) Herrera (argentino), 51 gols em 142 jogos, média de 0,359 (2010-2012)
4º) Alarcón (argentino), 28 gols em 44 jogos, média de 0,63 – 2º (1955-1957)
5º) González (argentino), 26 gols em 52 jogos, média de 0,5 – 5º (1942-1943)
) Seedorf (surinamês, naturalizado holandês), 24 gols em 81 jogos, média de  0,29 – 12º (2012-2013)
7º) Franquito (uruguaio), 23 gols em 53 jogos, média de 0,43 – 7º (1944-1946)
8º) Lodeiro (uruguaio), 17 gols em 85 jogos, média de 0,2 – 14º (2012-2014)
9º) Valsecchi (argentino), 16 gols em 19 jogos, média de 0,84 – 1º (1944 e 1946-1947)
10º) Chemp (ucraniano), 15 gols em 42 jogos, média de 0,357 – 10º (1937-1938)
11º) Bravo (argentino), 10 gols em 21 jogos, média de 0,47 – 6º (1952-1953)
12º) Navarro (uruguaio), 9 gols em 15 jogos, média de 0,6 – 3º (2015);
        Zeballos (paraguaio), 9 gols em 36 jogos, média de 0,25 – 13º (2014)
14º) De Lima (uruguaio), 8 gols em 46 jogos, média de 0,17 15º (1987-1988)
15º) Díaz (argentino), 6 gols em 18 jogos, média de 0,33 – 11º (1943);
        Joel Carli (argentino), 6 gols em 139 jogos, média de 0,04 – 16º  (2016- ) (*)

(*) – Como o zagueiro Joel Carli ainda atua pelo Botafogo, foram considerados seus jogos e gols até 08/09/2019.

Nota-se o predomínio dos goleadores de nacionalidade argentina, com a liderança de Fischer, em números absolutos (68 gols), e de Valsecchi, pela média de gols (0,84/jogo), e com a presença de oito atletas desse país no universo proposto de dezesseis jogadores. Cinco uruguaios, um ucraniano, um surinamês-holandês e um paraguaio completam a listagem.

domingo, 15 de setembro de 2019

Caricatura 54 – Amarildo

pesquisa de Claudio Falcão

Temos neste domingo uma caricatura de rosto do antigo atacante campista Amarildo Tavares da Silveira, que atuou pela equipe principal do Botafogo entre os anos de 1958 e 1963.

Pelo Glorioso foi bicampeão carioca de aspirantes (1958-1959), bicampeão carioca de profissionais (1961-1962) e campeão do Torneio Rio São-Paulo (1962).

E pela seleção brasileira foi campeão mundial no Chile (1962), conquista que lhe valeu o apelido de ‘Possesso’.


Caricaturista: Otelo - 1969
(fonte: O Globo)

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Troféu do Torneio Hexagonal do México – 1968

pesquisa de Claudio Falcão

Chegando ao Rio de Janeiro com a delegação botafoguense na noite de 29 de fevereiro, Jairzinho e seus companheiros exibiam com muita satisfação o rico troféu conquistado pelo Glorioso no Torneio Hexagonal do México – 1968.

Foi um título invicto, garantido pelo Alvinegro carioca com a vitória de 3 a 1 sobre o Ferencvaros (HUN) a 25 de fevereiro daquele ano, como o leitor poderá conferir em https://datafogo.blogspot.com/2011/02/em-1968-o-botafogo-conquistou-o.html.

Vejam a cobertura da chegada do Botafogo nas imagens adiante:

(Jornal do Brasil, 01/03/1968)

(Jornal dos Sports, 01/03/1968)

(O Jornal, 01/03/1968)

(Diário de Notícias, 02/03/1968)

domingo, 8 de setembro de 2019

Caricatura 53 – Santamaria

pesquisa de Claudio Falcão

Carlos Miguel Santamaria era o nome do centro-médio argentino que chegou ao Botafogo em 1941, vindo do C.A. River Plate.

Atuou no Alvinegro carioca até 1944, transferindo-se para o São Cristóvão F.R. em maio/1945.

É de El Alazán, como Santamaria era apelidado, o desenho de rosto que exibimos neste domingo, datado de 1940, portanto antes do jogador vir a defender o Glorioso.

[Fontes: ‘O Futebol no Botafogo – 1904-1950’, de Alceu Mendes de Oliveira Castro e Jornal dos Sports.]

Ano: 1940
(fonte: O Imparcial)