quarta-feira, 10 de agosto de 2022

O Zagueiro Sandro, Símbolo da Garra Alvinegra

pesquisa de Claudio Falcão

O zagueiro Sandro, cujo nome completo é Sandro Barbosa Carneiro da Cunha, nasceu no Recife (PE) a 17 de fevereiro de 1973.

Iniciou sua carreira no Sport C. Recife, tendo o seu ‘passe’ sido negociado com o Santos F.C. (SP) em 1996, vindo deste para o Botafogo em 1999.

Estreia no Botafogo: 14/03/1999 – Botafogo 0 x 1 Friburguense A.C. – Campeonato Estadual – Maracanã – Botafogo: Wagner, Paulo César, Sandro, Bandoch e César Prates (Ronildo); Reidner, Válber, Caio e Rodrigo (Leonardo); Zé Carlos (Pontes) e Bebeto. Técnico: Valdir Espinosa. Nota: Sandro recebeu cartão vermelho.

Despedida: 30/05/2004 – Botafogo 0 x 4 C.R. Vasco da Gama – Campeonato Brasileiro – Maracanã – Botafogo: Max, Márcio Gomes, Sandro, João Carlos e Daniel (Jorginho Paulista); Fernando, Túlio Lustosa, Carlos Alberto e Valdo (Camacho); Almir (Schwenck) e Luizão. Técnico: Mauro Galvão.

Pelo Botafogo jogou 183 partidas (1999 a 2004), assinalando 28 gols (pesquisa de Pedro Varanda).

Sandro encarnou a garra botafoguense, e embora não tenha conquistado títulos com a camisa do Glorioso, foi fundamental na campanha do Campeonato Brasileiro da Série B de 2003, quando o Clube da Estrela Solitária conquistou o vice-campeonato e consequentemente o acesso à Série A para o ano seguinte.

Em julho/2004 transferiu-se para o C.F. Belenenses (POR).

Atualmente Sandro faz parte da equipe de Futebol Master do Botafogo, e com ela conquistou a Copa Internacional Legends de 2019.

Leiam mais sobre Sandro em https://datafogo.blogspot.com/2014/04/jogadores-pernambucanos-no-botafogo.html e https://datafogo.blogspot.com/2016/04/jogadores-do-botafogo-transferidos-para.html.

[Fonte: O Globo.]

quarta-feira, 3 de agosto de 2022

Troféus Extras conquistados pelo Botafogo no Futebol – Século 21

pesquisa de Pedro Varanda

Troféu João Havelange erguido pelo 'capitão' Juninho (2007)
(foto: globoesporte.globo.com)

Seguem as fichas técnicas respectivas: 

BOTAFOGO 3 x 1 MARÍLIA

Data: 22/11/2003

Local: Caio Martins, Niterói

Árbitro: Carlos Eugênio Simon

Assistentes: José Carlos da Silva Oliveira e Villi Tissot

Competição: Campeonato Brasileiro da Série B

Gols: Sandro, aos 23’ (1° tempo); Camacho (dois, ambos de pênalti), aos 8’ e 30’, e Camanducaia, aos 35’ (2° tempo)

Botafogo: Max, Rodrigo Fernandes, Sandro, Edgar e Daniel; Túlio, Fernando, Valdo e Camacho (Renatinho); Almir (Dill) e Leandrão (Edivaldo). Técnico: Levir Culpi

Marília: Pedro Paulo, Claudemir, Adeílson, Andrei e Bill (Éder); Zé Luís (Romualdo), Everaldo, Juca e Bechara (Daniel); Basílio e Camanducaia. Técnico: Luiz Carlos Ferreira

Obs.: 1) Adeílson foi expulso; 2) O Botafogo FR voltou a Série ‘A’ do Campeonato Brasileiro e conquistou o Troféu FBA (Futebol Brasil Associados) pelo 2º lugar.

Fontes: Botafogo FR, Lance e Rede Record

 

BOTAFOGO 3 x 1 AMERICA

Data: 12/02/2006

Local: Maracanã, Rio de Janeiro

Renda: R$ 588.500,00

Público: 44.550 pagantes

Árbitro: William Marcelo de Souza Nery

Competição: Campeonato Carioca (decisão da Taça Guanabara)

Gols: Robert, aos 16’ do 1° tempo; Scheidt, aos 13’, Dodô, aos 21’ e Zé Roberto, aos 33’ do 2° tempo

Botafogo: Max, Ruy (Neném), Scheidt, Asprilla e Bill (Gláuber); Thiago Xavier, Diguinho, Lúcio Flávio e Zé Roberto; Marcelinho (Reinaldo) e Dodô. Técnico: Carlos Roberto

America: Éverton, Guerra, André, Santiago e Maciel; Válber, Argeu (Bruno Silva), Bruno Lazarone e Julinho; Robert (Leandro) e Chrys (Flávio). Técnico: Jorginho

Obs.: 1) Bruno Lazarone foi expulso. Antes, porém, o goleiro reserva do America, Fábio Noronha, que estava no banco, também foi expulso por ofensas ao árbitro; 2) Botafogo, campeão da Taça Guanabara (2006); 3) O Alvinegro também conquistou os Troféus Meia Hora / FM O Dia, Rotary Club Internacional e Rádio Tropical.

Fontes: Botafogo FR, Jornal do Brasil e Lance!


BOTAFOGO 3 x 1 MADUREIRA

Data: 09/04/2006

Local: Maracanã, Rio de Janeiro

Árbitro: Wagner Tardelli de Azevedo

Competição: Campeonato Carioca (Decisão)

Gols: Dodô, aos 18’ (1º tempo); Dodô, aos 3’, Fábio Júnior, aos 11’ e Reinaldo, aos 35’ (2º tempo)

Botafogo: Lopes, Ruy, Rafael Marques, Scheidt e Bill (Júnior César); Thiago Xavier (Ataliba), Diguinho, Joílson (Gláuber) e Zé Roberto; Reinaldo e Dodô. Técnico: Carlos Roberto

Madureira: Renan, Marcus Vinícius, Paulo César, Odvan e Paulo Roberto; Roberto Lopes, Djair, Maicon (Marquinhos) e Josafá (Rafael); André Lima e João Rodrigo (Fábio Júnior). Técnico: Alfredo Sampaio

Obs.: 1) Botafogo, campeão Carioca (Estadual); 2) O Botafogo também conquistou os Troféus Luiz Zveiter – 100 (Cem) Anos de Campeonatos do Rio de Janeiro e Rádio Tropical.

Fontes: Botafogo FR, Rede Globo e Lance!

 

BOTAFOGO 2 x 1 FLUMINENSE

Data / hora: 30/06/2007 – 18h10min (de Brasília)

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)

Renda / público: R$ 600.000,00 - 40.000 pagantes, 43.810 presentes

Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)

Assistentes: Gílson Bento Coutinho (PR) e José Amílson Pontarolo (PR)

Cartões Amarelos: Arouca, Carlinhos e Carlos Alberto (Fluminense); Renato Silva, Luciano Almeida e Lúcio Flávio (Botafogo)

Cartões Vermelhos: Cícero (Flu), aos 29' e Joílson (Bota), aos 38' (ambos no 2° tempo)

Competição: Campeonato Brasileiro

Gols: Alex Dias, aos 27’ do 1° tempo; Dodô (2), aos 6’ e 33’ do 2° tempo

Botafogo: Júlio César, Joílson, Alex, Juninho e Luciano Almeida (Renato Silva); Leandro Guerreiro, Túlio (Diguinho), Lúcio Flávio e Ricardinho (André Lima); Zé Roberto e Dodô. Técnico: Cuca

Fluminense: Fernando Henrique, Carlinhos, Thiago Silva, Roger e Júnior César; Romeu, Arouca (Cícero), Maurício e Carlos Alberto; Alex Dias (Rodrigo Tiuí) e Adriano Magrão (Somália). Técnico: Renato Gaúcho

Obs.: O Botafogo conquistou o Troféu João Havelange.

Fontes: Botafogo FR, Jornal dos Sports, Rádio Globo e Lance!


BOTAFOGO 2 x 1 VITÓRIA DE GUIMARÃES (POR)

Data: 15/07/2008

Local: Stade de Suisse, Berna

Árbitro: Studer Stephan (SUI)

Assistentes: Wicht J-Yves (SUI) e Gérard Christophe (SUI)

Competição: OBI Cup

Gols: Eduardo, aos 19’, Carlitos, aos 34’ e Flávio Pará, aos 37’ (todos no 1º tempo)

Botafogo: Marcos Leandro, Allan, Romário e Alex Lopes; Flávio Pará, Édson Júnior, Eduardo (Lucas Castro), Adriano Felício (Laio), Thiago Marin (Rodrigo Dantas) e Joaquim (Jougle); Fábio (Júnior). Técnico: Luizinho Rangel (interino)

Vitória de Guimarães: Nuno Santos (Nilson), Andrezinho (Lionn), Gregory (Moreno), Danilo e Luciano; Wenio, João Alves, Carlitos (Desmarets) e Marquinho; Jean Coral (Fajardo) e Douglas. Técnico: Manuel Cajuda

Obs.: 1) Estreou Luiz Carlos Caetano de Azevedo Júnior2) O Botafogo conquistou o Troféu pelo 3° lugar.

Fonte: Botafogo FR

 

BOTAFOGO 2 x 1 FLAMENGO

Data: 18/04/2010

Local: Maracanã, Rio de Janeiro

Renda: R$ 1.677.565,00

Público: 60.748 (50.303 pagantes)

Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca

Competição: Campeonato Carioca (decisão da Taça Rio)

Gols: Herrera, de pênalti, aos 23’ e Vágner Love, aos 45’ (1° tempo); Loco Abreu, de pênalti, aos 26’ (2° tempo)

Botafogo: Jefferson, Antônio Carlos, Fahel e Fábio Ferreira; Alessandro, Leandro Guerreiro, Túlio Souza (Caio), Renato Cajá (Édno) e Somália; Herrera e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana

Flamengo: Bruno, Leonardo Moura (Petkovic), David, Ronaldo Angelim e Rodrigo Alvim; Toró (Vinícius Pacheco), Willians, Maldonado e Michael (Fierro); Vágner Love e Adriano. Técnico: Andrade

Obs.: 1) Maldonado e Herrera foram expulsos, no 2° tempo; 2) Jefferson defendeu um pênalti cobrado por Adriano, no 2° tempo; 3) Botafogo, campeão da Taça Rio, campeão Carioca (Estadual) e vencedor do Troféu Tupi 75 Anos (2010).

Fontes: Botafogo FR, Globo Esporte e Rede Globo


BOTAFOGO 2 x 0 CORUMBAENSE (MS)

Data: 04/07/2010

Local: Arthur Marinho, Corumbá

Competição: Amistoso

Árbitro: Elânderson Martinez (MS)

Assistentes: Vagner Rogério (MS) e Moacir da Silva (MS)

Gols: Caio, aos 13’ e Édno, aos 31’ (2º tempo)

Botafogo: Jefferson, Antônio Carlos, Fahel e Fábio Ferreira; Alessandro (Jancarlos), Leandro Guerreiro, Sandro Silva (Édno), Lúcio Flávio (Túlio Souza) e Marcelo Cordeiro; Herrera (Jóbson) e Caio (Renato Cajá). Técnico: Joel Santana

Corumbaense: Rodolfo, Magno (Chiquinho), Thales, Charles (Lucas) e Ló (Bill); Amauri (Amauri Átila), Mazei, Léo e Paulo; Alex Cruz (Weli) e Tuia. Técnico: Cláudio Mineiro

Obs.: 1) Paulo (do Corumbaense-MS) e Alessandro (do Botafogo) receberam cartão amarelo; 2) Paulo (do Corumbaense-MS) foi expulso aos 42’ (1º tempo); 3) O Botafogo conquistou a Taça Nova Rádio Clube de Corumbá.

Fontes: Rádio Tupi, Botafogo FR e UOL Esporte


BOTAFOGO 2 x 2 SÃO PAULO

Data: 25/09/2011

Local: Engenhão, Rio de Janeiro

Público: 26.026 (22.348 pagantes)

Árbitro: Sandro Meira Ricci

Assistentes: Carlos Berkenbrock e Fábio Pereira

Competição: Campeonato Brasileiro

Gols: Loco Abreu (2), aos 25’ e 39’ (de pênalti), no 1° tempo; Henrique, aos 20’ e

Rivaldo, de cabeça, aos 45’ (2° tempo)

Botafogo: Renan, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Bruno Cortês; Marcelo Mattos,

Renato, Maicosuel (Felipe Menezes) e Elkeson; Herrera (Cidinho) e Loco Abreu (Lucas

Zen). Técnico: Caio Júnior

São Paulo: Rogério Ceni, Piris (Jean), Xandão, Rhodolfo e Juan (Rivaldo); Wellington, Denílson, Carlinhos Paraíba e Cícero; Lucas e Marlos (Henrique). Técnico: Adílson Batista

Obs.: Foi ofertado ao Botafogo o Troféu 75 (Setenta e Cinco) Anos da Rádio Nacional, pois o empate era do clube de General Severiano, que assim decidiu a direção da Rádio Nacional.

Fontes: Botafogo FR, Site Globo Esporte e Rádios Nacional e Tamoio

 

BOTAFOGO FR 2 x 2 BOTAFOGO FC (PB)

Data: 01/04/2015

Local: José Américo de Almeida Filho, o ‘Almeidão’, em João Pessoa

Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN); Assistentes: Flávio Gomes Barroca

(RN) e Jean Márcio dos Santos (RN)

Disciplina: cartão amarelo – Murilo, Diego Giaretta, Jefferson, Willian Arão e Bill (Botafogo – RJ); Doda, Zaguel e Guro (Botafogo – PB)

Competição: Copa do Brasil

Gols: Bill, aos 49’ (pênalti) e 51’ (Botafogo FR); Rafael Oliveira, aos 12’ e 75’ (Botafogo FC - PB)

Botafogo FR: Jefferson, Luís Ricardo, Renan Fonseca, Alisson (Willian Arão) e Jean; Diego Giaretta, Fernandes, Élvis e Tomas; Murilo (Jobson) e André (Bill). Técnico: René Simões

Botafogo FC (PB): Genivaldo, Gustavo, Mauro, Roberto Dias e Alex Cazumba (Airton Oliveira); Zaqueu, Guto, Doda (Bismarck) e Hércules; Juninho (André Cassaco) e Rafael Oliveira. Técnico: Marcelo Vilar

Obs.: 1) Estreou André Luís Silva de Aguiar; 2) O Botafogo recebeu o Troféu Carlos Pereira pelos 40 anos do estádio José Américo de Almeida Filho (Almeidão).

Fontes: Botafogo FR, Globo Esporte e Lance!


BOTAFOGO 0 x 0 AMÉRICA DE BH

Data: 28/11/2015

Local: Engenhão, Rio de Janeiro

Público: 13.765 pagantes

Renda: R$ 375.600,00

Árbitro: Francisco de Paula dos Santos Silva Neto (RS); assistentes: Katiuscia M. Berger Mendonça (ES) e Leonardo Mendonça (ES)

Disciplina: cartão amarelo  Messias (AME)

Competição: Campeonato Brasileiro Série B

Botafogo: Hélton Leite, Diego, Emerson, Renan Fonseca e Diego Giaretta; Diérson (Luís Ricardo), Rodrigo Lindoso, Fernandes e Tomas Bastos (Élvis); Neílton (Lulinha) e Luís Henrique. Técnico: Ricardo Gomes

América de BH: João Ricardo, Wesley Matos, Messias (André), Anderson Conceição (Rodrigo Souza) e Wálber; Leandro Guerreiro, Tony, Guilherme Xavier e Mancini; Cristiano (Bruno Sávio) e Pablo. Técnico: Givanildo Oliveira

Obs.: O Botafogo conquistou o Troféu Movimento Por Um Futebol Melhor.

Fontes: Botafogo FR e Globo Esporte

quarta-feira, 27 de julho de 2022

O Atacante Donizete, ‘O Pantera’

pesquisa de Claudio Falcão

2000

Osmar Donizete Cândido, mais conhecido como Donizete, ‘O Pantera’, foi um vitorioso atacante que teve três passagens pelo Botafogo.

Nasceu em Prados (MG) a 24 de outubro de 1968.

Jogador vinculado ao Volta Redonda F.C. (RJ), estava emprestado ao São José E.C. (SP) quando veio pela primeira vez para o Botafogo em julho/1989.

Estreou pelo Alvinegro carioca no mesmo mês, numa excursão à Europa, tendo marcado o seu primeiro gol com a camisa do Glorioso na partida amistosa em que o Botafogo derrotou o FC Chur (SUÍ) por 5 a 1, a 16/07/1989.

Última partida da primeira passagem: 29/07/1990 – Botafogo 1 x 0 C.R. Vasco da Gama – Campeonato Estadual (decisão) – Maracanã – Botafogo: Ricardo Cruz, Paulo Roberto, Wilson Gottardo, Gonçalves e Renato Martins; Carlos Alberto Santos, Luisinho, Djair (Gustavo) e Carlos Alberto Dias; Donizete e Valdeir. Técnico: Joel Martins. Gol: Carlos Alberto Dias. Nota: Botafogo bicampeão.

Foi negociado em agosto/1990 para o Universidad Autónoma de Guadalajara (MÉX), por US$150 mil, porém com apenas 10% deste valor ficando com o Botafogo, já que o seu ‘passe’ pertencia a empresários.

Cinco anos depois, em agosto/1995, retornou do futebol mexicano para o Botafogo, onde se sagraria campeão brasileiro no final daquele ano.

Reestreia no Botafogo: 23/08/1995 – Botafogo 3 x 1 Paysandu S.C. – Campeonato Brasileiro – Estádio Caio Martins – Botafogo: Wagner, Eliomar, Wilson Gottardo, Gonçalves e André Silva; Jamir, Moisés (Iranildo), Beto e Sérgio Manoel; Donizete (Marcelo Alves) e Túlio. Técnico: Paulo Autuori. Gols do Botafogo: Túlio (3).

Último jogo da segunda passagem: 21/01/1996 – Botafogo 1 x 2 F.C. Porto (POR) – Amistoso (jogo da entrega das faixas de campeão brasileiro) – Maracanã – Botafogo: Carlão, Wilson Goiano (Eliomar), Wilson Gottardo, Gonçalves e Jefferson (Souza); Jamir, Moisés, Julinho e Dauri (Mauricinho); Donizete e Túlio. Técnico: Paulo Autuori. Gol do Botafogo: Jamir.

Ainda em janeiro/1996 teve seu vínculo negociado com o Verdy Kawasaki (JAP).

Donizete era contratado pelo Tigres (MÉX), quando retornou pela segunda vez ao Botafogo, em maio/2000, quando o seu ‘passe’ foi adquirido por US$1 milhão.

Primeiro jogo da terceira passagem: 14/05/2000 – Botafogo 1 x 2 C.R. Flamengo – Campeonato Estadual (Taça Rio) – Maracanã – Botafogo: Paulo Sérgio, Vítor, Sandro, Váldson e Augusto (Misso); Marcelinho Paulista, Reidner, Djair e Sérgio Manoel; Donizete (Rodrigo) e Zé Carlos (Tinga). Técnico: Joel Santana. Gol do Botafogo: Donizete.

Despedida: 24/06/2001 – Botafogo 1 x 0 A. Desportiva Ferroviária (ES) – Amistoso – Estádio Engenheiro Araripe (Cariacica-ES) – Botafogo: Alex, Wilson, Bruno (Tiago), Júnior e Misso; Dione, Carlos Alberto (Serginho), Ronaldo (Geraldo) e Rodrigo (Daniel); Donizete (Assis) e Taílson (Claudio Milar). Técnico: Renê Weber. Gol: Misso.

Síntese de suas três passagens pelo Alvinegro carioca (1989-1990; 1995-1996 e 2000-2001): Jogos – 128; Gols – 32 (pesquisa de Pedro Varanda).

Títulos conquistados pelo Botafogo: Campeonato Estadual (1990) e Campeonato Brasileiro (1995).

Donizete, em julho/2001, teve seu ‘passe’ negociado com a S.E. Palmeiras (SP).

[Fontes: Jornal do Brasil e Jornal dos Sports.]

quarta-feira, 20 de julho de 2022

O Lateral Edmílson

pesquisa de Claudio Falcão

(Imagem: Feirafogo -
Feira de Santana - BA)

Jogador que atuou em ambas as laterais pelo Botafogo, entre 1972 e 1974, Edmílson Machado da Silva, apelidado de Edmílson ‘Pombinho’, nasceu em Feira de Santana (BA) a 10 de setembro de 1951.

Veio do Galícia E.C. (BA) para o Glorioso em junho/1972.

Estreia no Botafogo: 24/06/1972 – Botafogo 0 x 2 C. Atlético Paranaense – Amistoso – Estádio Joaquim Américo (Curitiba) – Botafogo: Wendell, Edmílson (Luís Cláudio), Queiroz, Scala e Rildo; Nei Conceição e Dorinho; Nílson Dias, Ferretti, Luizinho (Carlos Roberto) e Tuca. Técnico: Tim.

Último jogo pelo Botafogo: 17/12/1974 – Botafogo 1 x 3 Goiás E.C. – Amistoso – Estádio Pedro Ludovico (Goiânia) – Botafogo: Wendell, Miranda, Chiquinho, Osmar e Marinho Chagas; Ademir Vicente (Edmílson) e Artur; Rogério, Zair (Ferretti), Nílson Dias e Dirceu. Técnico: Admildo Chirol. Gol do Botafogo: Zair.

Foi emprestado ao Paysandu S.C. (PA) em janeiro/1975.

Retornou em janeiro/1976 ao Botafogo, porém não mais atuou pelo Clube, transferindo-se para o América F.C. (RJ) em abril/1976.

Em 1977 firmou contrato com o E.C. Bahia, clube pelo qual conquistou três títulos de campeão baiano em sequência (1977-1978-1979) (https://obaheanahistoria.blogspot.com/2014/09/edmilson.html).

Edmílson, embora não tivesse conquistado títulos pelo Glorioso, fez parte do elenco do Clube na disputa do Campeonato Brasileiro de 1972 (vice-campeão) e da Copa Libertadores da América de 1973.

É graduado em Educação Física.

Acesse também: https://datafogo.blogspot.com/2014/08/jogadores-baianos-no-botafogo.html.

[Fonte: Jornal dos Sports.]

domingo, 17 de julho de 2022

Botafogo Campeão da Taça Guanabara do Campeonato Metropolitano de Futebol Sub-13 de 2022

pesquisa de Claudio Falcão

(Foto: https://twitter.com/botafogo)

A equipe Sub-13 de futebol do Botafogo conquistou na manhã deste domingo, no estádio da Gávea, o título de campeã da Taça Guanabara do campeonato metropolitano da categoria, mesmo perdendo para os rubro-negros por 2 a 1, visto que no jogo de ida, realizado a 02/07 no CEFAT, havia triunfado por 3 a 1, resultando em um placar agregado de 4 a 3 a nosso favor.

Ressaltamos a presença no banco de reservas, junto aos garotos do Alvinegro, da atleta Giovanna Waksman (camisa 10), que não atuou nas partidas finais por motivo de contusão.

Giovanna Waksman
com a Taça Guanabara

(Imagem: Vítor Silva / Botafogo)

Campanha:

J – 16; V – 13; E – 0; D – 3; GP – 50; GC – 16; S – 34.

Finais:

02/07 – CEFAT – Botafogo 3 x 1 C.R. Flamengo

Gols do Botafogo: Breno (2) e Paizinho.

Botafogo: Brayan, Gustavo Paiva, João Ricardo, Herick e João Guilherme; Davy, Gustavo Lopes e Rodrigo; Luiz Alberto, Breno e Richard. Suplentes: Felipe Meceni, Lucas, João Pedro, Pedro, Gabriel, Caio, Gabriel Lima, Aiyran, Paizinho e João Bernardo. Técnico: Felipe Lima.

17/07 – Estádio da Gávea – C.R. Flamengo 2 x 1 Botafogo

Gol do Botafogo: Breno.

Botafogo: Brayan, Gustavo (Hulk), João Ricardo, Herick e João Guilherme; Davy, Leão (João Bernardo) e Rodrigo (Aiyran); Luiz Alberto, Breno e Pulga. Técnico: Felipe Custódio.

[Fontes: site oficial do Botafogo F.R., https://www.fogaonet.com/ e https://fferj.com.br/.]