quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Clubes de Origem dos Jogadores Estrangeiros do Botafogo

pesquisa de Claudio Falcão e Pedro Varanda

Diferentemente de ocasiões anteriores, em que a relação de jogadores estrangeiros que atuaram pelo Botafogo contemplou ‘apenas’ nome, país natal, posição e ano de estreia pelo Clube, republicam-se agora esses dados acrescidos das informações sobre a agremiação de origem e da quantidade de jogos efetuados e gols assinalados, ou sofridos, em defesa das cores do Glorioso.

JOGADOR / PAÍS / POSIÇÃO / ANO ESTREIA / CLUBE ORIGEM / JOGOS E GOLS

Alarcón, Argentina, meia-esquerda (1955). Veio do Ferro Carril Oeste (ARG). 44 jogos e 28 gols.

Álvez, Uruguai, goleiro (1987). Veio do Independiente Santa Fe (COL). 18 jogos e 14 gols sofridos.

Arévalo Ríos, Uruguai, meio-campo (2011). Veio do Monterrey (MEX). 17 jogos e nenhum gol.

Basso, Argentina, zagueiro (1950). Era jogador do San Lorenzo (ARG), vindo para o Botafogo após uma temporada na Internazionale, de Milão (ITA). 17 jogos e nenhum gol.

Beheregaray, Argentina-Uruguai*, atacante (1918). Veio do Dublin (URU). 9 jogos e 4 gols.

Berascochea, Uruguai, médio (1948-1949). Veio do Batatais (SP). 2 jogos e nenhum gol.

Bravo, Argentina, atacante (1952). Veio do Racing (ARG). 21 jogos e 10 gols.

Cañete, Paraguai, ponta-esquerda (1956). Veio do Presidente Hayes (PAR). 33 jogos e 3 gols.

Carvallo, Paraguai, zagueiro (1947). Veio do Olimpia (PAR). 7 jogos e nenhum gol.

Castillo, Uruguai, goleiro (2008). Veio do Peñarol (URU). 62 jogos e 76 gols sofridos.

C. Calver, Inglaterra, centro-médio (1906). Veio do Rio Cricket A.A. 1 jogo e nenhum gol.

Chemp, Ucrânia, atacante (1937). Veio do São Paulo F.C. 42 jogos e 15 gols.

Cid, Espanha, médio-esquerdo (1944). Em 1941 era amador do Fluminense F.C. e em 1942 já era amador do Botafogo. 49 jogos e um gol.

Ciurlizza, Peru, meio-campo (2001). Veio do Alianza Lima (PER). 10 jogos e 2 gols.

Clapshol, Inglaterra, atacante (1916). Veio do Rio Cricket A.A. 2 jogos e nenhum gol.

De León, Uruguai, zagueiro (1991). Veio do Nacional (URU). 18 jogos e um gol.

De Lima, Uruguai, atacante (1987). Veio do Deportivo Quito (ECU). 46 jogos e 8 gols.

Díaz, Argentina, atacante (1943). Veio do Racing (ARG). 18 jogos e 6 gols.

Edgard Pullen, Inglaterra, zagueiro (1905). Veio do Paysandu C.C. (RJ). 54 jogos e nenhum gol.

Edrupt, Inglaterra, atacante (1916). Veio do Rio Cricket A.A. Um jogo e nenhum gol.

Engel, Alemanha, meia-direita (1938). Veio do C.R. Flamengo. 12 jogos e nenhum gol.

Escalada, Argentina, atacante (2008). Veio da LDU (ECU). 3 jogos e nenhum gol.

Ferrero, Argentina, zagueiro (2008). Veio do Tigre (ARG). 18 jogos e nenhum gol.

Fischer 'El Lobo', Argentina, atacante (1972). Veio do San Lorenzo (ARG). 180 jogos e 68 gols.

Franquito, Uruguai, ponta-esquerda (1944). Veio do Grêmio Esportivo Bagé (RS). 53 jogos e 23 gols.

González, Argentina, atacante (1942). Veio do C.R. Vasco da Gama. 52 jogos e 26 gols.

Graham Bell, Uruguai, zagueiro (1939). Veio do Wanderers (URU). 74 jogos e um gol.

Gutiérrez, Uruguai, atacante (1936). Era vinculado ao Siderúrgica (MG). Um jogo e nenhum gol.

Herrera, Argentina, atacante (2010). Veio do Grêmio (RS). 142 jogos e 51 gols.

Laidlaw, Argentina, zagueiro (1944). Veio do Boca Juniors (ARG). 12 jogos e nenhum gol.

‘Loco’ Abreu, Uruguai, atacante (2010). Veio do Aris Salonica (GRE). 107 jogos e 63 gols.

Lodeiro, Uruguai, meio-campo (2012). Veio do Ajax (HOL). 19 jogos e 3 gols (até 01/12/2012).

Lugano, Argentina, goleiro (1955). Veio do Guarani, de Bagé (RS). 40 jogos e 54 gols sofridos.

Mason, Inglaterra, atacante (1916). Veio do Rio Cricket A.A. Um jogo e nenhum gol.

Milar, Uruguai, atacante (2001). Veio do Club Africain (TUN). 7 jogos e nenhum gol.

Millar, Escócia, ponta-direita (1907). Veio do Rio Cricket A.A. 18 jogos e um gol.

Monk, Inglaterra, atacante (1909). Veio do Rio Cricket A.A. 4 jogos e 5 gols.

Monti, Argentina-Uruguai*, zagueiro (1918). Veio do Wanderers (URU). 67 jogos e um gol.

Niki, Uruguai, atacante (1995). Veio do Danúbio (URU). 19 jogos e um gol.

Niño, Colômbia, goleiro (1993). Veio do America, de Cali (COL). 9 jogos e 15 gols sofridos.

Pacheco, Uruguai, centro-médio (1940). Clube (?). 6 jogos e nenhum gol.

Pakosdi, Hungria, meio-campo (1946). Veio do Ferencvaros (HUN). Um jogo e nenhum gol.

Papetti, Argentina, centro-médio (1944). Veio do São Cristóvão F.R. 48 jogos e nenhum gol.

Pereyra Natero, Uruguai, goleiro (1956). Veio do Cerro Porteño (PAR). 21 jogos e 28 gols sofridos.

Pollice, Itália, centro-médio (1917). Veio do Corinthians (SP). 106 jogos e três gols.

Raúl Estevez 'Pipa', Argentina, atacante (2004). Veio do Boca Juniors (ARG). 9 jogos e um gol.

Rogério Lantres, Portugal, ponta-esquerda (1947). Veio do Benfica (POR). 8 jogos e nenhum gol.

Ruiz, Argentina, atacante (1924). Clube (?). 2 jogos e nenhum gol.

Santamaria, Argentina, centro-médio (1941). Veio do River Plate (ARG). 87 jogos e nenhum gol.

Seedorf, Suriname-Holanda**, meio-campo (2012). Veio do Milan (ITA). 25 jogos e 9 gols (até 01/12/2012).

Spinelli, Argentina, centro-médio (1945). Veio do Fluminense F.C. 36 jogos e um gol.

Teague, Inglaterra, médio (1916). Veio do Rio Cricket A.A. 19 jogos e um gol.

Tony, Canadá, zagueiro (2000). Clube (?). 7 jogos e um gol.

Valsecchi, Argentina, atacante (1944). Veio do Boca Juniors (ARG). 19 jogos e 16 gols.

Varela, Uruguai, atacante (1988). Clube (?). 5 jogos e nenhum gol.

Vieira, Portugal, atacante (1913). Veio do Benfica (POR). 14 jogos e 3 gols.

Vlad, Iugoslávia, meio-campo (2001). Veio do OFK Belgrado (IUG). 4 jogos e nenhum gol.

58) Zárate, Argentina, atacante (2008). Veio do Unión, de Santa Fe (ARG). 8 jogos e 2 gols.

* Nascidos na Argentina e naturalizados no Uruguai ou vice-versa. Os periódicos informaram com discrepâncias. Segundo ‘O Paiz’, de 15-06-1918, eles (Beheregaray e Monti) vieram da Federação Uruguaia.

** Nascido no Suriname e naturalizado holandês.

Colaboraram: Eduardo Augusto dos Santos, João Batista Lopes da Silva, André do Nascimento Pereira e Ema Verônica Police Amádio (neta de Francisco Pollice).

[Fontes: O Futebol no Botafogo, de Alceu Mendes de Oliveira Castro (1904-1950), A Noite, A Notícia, Correio da Manhã, Diário da Noite, Gazeta de Notícias, Jornal do Brasil, Jornal dos Sports, O Globo, O Imparcial, O Paiz e Agência Folha – São Paulo.]

4 comentários:

  1. Oi, Claudio. Post sensacional como sempre. Posso estar enganado, mas acho que o Pipa Estevez fez um gol na gtoleada por 5 a 1 sobre o Inter, no Brasileiro de 2004. Confere? Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Marcos.
    De fato, nas minhas anotações tenho os gols de Botafogo 5 x 1 Inter-RS, em 07/07/2004, como sendo de Almir, Estevez, Luizão, Camacho e Túlio.
    Vou dar uma confirmada com o Pedro, para fazer a retificação.
    Grato.

    Saudações Botafoguenses Campeãs!

    ResponderExcluir
  3. Valeu Claudio. Aproveito para sugerir um post sobre as disputas de pênaltis que o Botafogo fez. Outro dia, em uma mesa de bar, surgiu o papo de que o Botafogo perdia muitas disputas de pênaltis, principalmente em jogos decisivos, no Brasil e no exterior. Seria ótimo tirar essa dúvida. E ninguém melhor do que você e o Pedro para isso. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Marcos.
    A retificação foi feita: um gol para o 'Pipa' Estevez.
    Mais uma vez, obrigado.
    E quanto às decisões em disputa de pênaltis, achamos melhor deixar passar, por enquanto, para ver se melhora o nosso aproveitamento...

    Saudações Botafoguenses Campeãs!

    ResponderExcluir