quarta-feira, 24 de junho de 2015

As Estrelas nas Camisas do Futebol Botafoguense

pesquisa de Claudio Falcão

Foi em janeiro de 1981 que o Botafogo adotou, nas camisas do futebol, quatro estrelas douradas acima do seu tradicional escudo com a estrela solitária, as quais simbolizavam o tetracampeonato carioca conquistado em 1932-1933-1934-1935 pela AMEA, Associação Metropolitana de Esportes Athleticos, entidade oficial que então regia o futebol carioca, filiada à CBD (atual CBF).

Modelos dos dois uniformes e o craque
Mendonça, posando com a camisa alvinegra
(imagens: Revista 'Botafogo' nº 240, maio/1981)

A estreia dessas camisas, que apresentavam também “listras um pouco mais finas que as antigas”, e cujo fabricante à época era a Adidas, ocorreu no Estádio Engenheiro Araripe (Cariacica – ES), em partida pelo Campeonato Brasileiro (Taça de Ouro), na qual o Botafogo derrotou a Desportiva Ferroviária por 4 a 0, em 18 de janeiro daquele ano.

Já em março de 2002 foi adotada uma quinta estrela, esta prateada, acima das quatro já mencionadas, marcando a conquista do campeonato brasileiro de 1995. Na ocasião, a fabricante dos uniformes do Glorioso era a Finta.

Rodrigo Fernandes, Almir e Fabiano
(foto: Cezar Loureiro - O Globo, 15/03/2002)

Essas cinco estrelas estiveram presentes nas camisas do Futebol Botafoguense até julho (ou agosto?) de 2003, quanto já nos encontrávamos na disputa do campeonato brasileiro da série B, sendo a seguir retiradas dos nossos uniformes, mantendo-se, tão somente, o tradicionalíssimo e mais belo de todos os escudos, a Estrela Solitária, nas camisas ainda confeccionadas pela Finta.

[Fontes: Revista ‘Botafogo’, nº 240, maio/1981; Jornal do Brasil e O Globo.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário