quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

O Botafogo inaugurando Campo, Arquibancadas ou Refletores (II)

pesquisa de Pedro Varanda

Súmulas de jogos de inaugurações na década de 30:

01-10-1930 – Botafogo 6 x 3 Atlético Mineiro (Estádio da Rua General Severiano).

BOTAFOGO 6 x 3 ATLÉTICO (MG)
Data: 01/10/1930
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Carlos Brandes
Competição: Amistoso
Gols: Jayro, Carvalho Leite, Ariza, Carvalho Leite, Carvalho Leite, Nilo e Mário Castro (1º tempo); Mário Castro e Celso (2º tempo)
Botafogo: Germano, Benedicto e Octacílio; C. Burlamaqui, Martim (Ariel) e Mabília (Canalli); Ariza, Paulinho, Carvalho Leite, Nilo e Celso
Atlético (MG): Armando, Caneca e Chiquinho; Cordeiro, Brant e Barros; Geraldino, Said, Mário Castro, Jayro (Chaffyr) e Cunha
Obs.: Inauguração dos refletores.
Fontes: A Noite e Diário da Noite


28-08-1938 – Botafogo 3 x 2 Fluminense (Estádio de General Severiano, arquibancadas de concreto).

BOTAFOGO 3 x 2 FLUMINENSE
Data: 28/08/1938
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: José Ferreira Lemos (Juca da Praia)
Competição: Amistoso
Gols: Patesko, aos 25’ (1° tempo); Patesko, aos 5’, Bioró, aos 25’, Perácio, aos 31’ e Sandro, de cabeça, aos 39’ (2° tempo)
Botafogo: Aymoré Moreira, Bibi e Nariz; Zezé Moreira, Martim (Del Popolo) e Canalli; Theo, Pascoal (Nélson Juliani), Carvalho Leite, Perácio e Patesko. Técnico: Carlito Rocha
Fluminense: Batatais, Moysés e Guimarães (Machado); Santamaria, Brant e Orozimbo; Bioró (Novelli), Romeu, Sandro, Tim e Hércules. Técnico: Carlomagno
Obs.: 1) Inauguração do novo Estádio de General Severiano (remodelado, com arquibancadas de concreto). O campo já existia desde 1913, com arquibancadas de madeira; 2) Hércules teve um gol anulado.
Fontes: A Noite, Folha da Manhã e Folha da Noite


16-07-1939 – Botafogo 6 x 1 Combinado da Fábrica de Armas de Itajubá (Estádio Esperança, Itajubá)

BOTAFOGO 6 x 1 COMBINADO DA FÁBRICA DE ARMAS DE ITAJUBÁ (MG)
Data: 16/07/1939
Local: Estádio Esperança, Itajubá
Competição: Amistoso
Gols do Botafogo: Álvaro (2), Pascoal, Perácio, César e Otto
Botafogo: Aymoré Moreira (Newton), Graham Bell e Nariz (Bibi); Zezé Procópio, Zezé Moreira (Engel) e Canalli; Álvaro, Carvalho Leite (César), Pascoal, Perácio e Otto
Obs.: Patesko (que sofreu uma cirurgia) não jogou.
Fontes: Diário da Noite, Diário de Notícias e O Futebol no Botafogo


Súmulas de jogos de inaugurações na década de 40:

01-07-1945 – Botafogo 1 x 1 Cruzeiro (Estádio Juscelino Kubitschek, em Belo Horizonte).

BOTAFOGO 1 x 1 CRUZEIRO
Data: 01/07/1945
Local: Juscelino Kubitschek, Belo Horizonte
Renda: Cr$ 93.000
Árbitro: Carlos Gomes Potengy
Competição: Amistoso
Gols: Niginho, aos 29’ do 1° tempo; Heleno, aos 41’ do 2° tempo
Botafogo: Oswaldo Baliza, Gérson (Lusitano) e Sarno (Laranjeira); Ivan, Spinelli e Negrinhão; Lula, Tovar, Renê, Heleno, Tim (Octávio) e Renê. Técnico: Ítalo Fratezzi (“Bengala”)
Cruzeiro: Geraldo II (Sinval), Azevedo e Bituca; Bibi, Juca e Juvenal; Nogueirinha (Gabriche), Selado, Niginho, Ismael e Braguinha (Alcides). Técnico: Chico Trindade
Obs.: 1) Inauguração do Estádio Juscelino Kubitschek, Barro Preto, em Belo Horizonte; 2) Geraldo II = Geraldo Domingos.
Fontes: Jornal dos Sports e O Futebol no Botafogo


29-06-1947 – Botafogo 5 x 5 Fluminense (novas arquibancadas de Teixeira de Castro, campo do Bonsucesso F.C.).

BOTAFOGO 5 x 5 FLUMINENSE
Data: 29/06/1947
Local: Teixeira de Castro, Rio de Janeiro
Árbitro: Geraldo Fernandes
Competição: Amistoso
Gols: Santo Cristo, aos 28’, Osvaldinho, aos 36’ e Octávio, aos 40’, no 1° tempo; Ponce de León, ao 1’, Marinho (contra), aos 7’, Santo Cristo, aos 15’, Careca, de pênalti, aos 16’, Octávio, aos 26’, Juvenal, aos 36’ e Osvaldinho, aos 37’, ambos do Fluminense, no 2° tempo
Botafogo: Oswaldo Baliza, Marinho e Sarno; Ivan, Cid e Juvenal; Ponce de León, Octávio, Oswaldinho (Braguinha), Geninho e Santo Cristo. Técnico: Ondino Viera
Fluminense: Darcy, Guálter e Hélvio; Paschoal, Telesca e Bigode (Ismael); Pinhegas, Ademir Menezes (Juvenal), Simões (Rubinho), Careca e Rodrigues (Osvaldinho). Técnico: Gentil Cardoso
Obs.: 1) Inauguração das arquibancadas de concreto. O campo já existia há muitos anos, com arquibancadas de madeira; 2) Santo Cristo arrematou um pênalti para fora; 3) Na preliminar: Bonsucesso F.C. 3 x 2 Madureira A.C. (atual Madureira E.C.).
Fontes: Jornal do Brasil e O Jornal


29-05-1948 – Botafogo 0 x 0 Atlético Paranaense (Estádio da Rua General Severiano).

BOTAFOGO 0 x 0 ATLÉTICO PARANAENSE
Data: 29/05/1948
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Manoel de Alencar Guimarães
Competição: Amistoso
Botafogo: Oswaldo Baliza, Gérson e Nílton Santos; Marinho, Ávila e Juvenal; Nerino (Paraguaio), Geninho, Heleno, Pirillo (Octávio) e Reynaldo. Técnico: Zezé Moreira
Atlético Paranaense: Caju, Nilo e Délcio; Waldir (Joaquim), Wilson e Sanguinetti; Cordeiro (Viana), Villanueva, Jackson, Guará e Cireno. Técnico: Esteban Sanguinetti Vasques (interino)
Obs.: 1) Inauguração da nova iluminação do estádio. A primeira foi inaugurada em 01-10-1930, Botafogo 6 x 3 Atlético Mineiro, amistoso; 2) Despedida de Heleno de Freitas; 3) Esteban Sanguinetti Vasques acumulou as funções de jogador e treinador, já que o técnico Rui Cássio dos Santos estava no Uruguai.
Fontes: A Noite, Jornal dos Sports e O Jornal

Nenhum comentário:

Postar um comentário