quarta-feira, 27 de julho de 2011

Wagner, Goleiro Campeão Brasileiro de 1995

dados estatísticos e súmulas: pesquisa de Pedro Varanda; pesquisa e texto: Claudio Falcão


Sebastião Wagner de Souza e Silva o ex-goleiro Wagner, nasceu em Nova Iguaçu (RJ) a 20 de janeiro de 1969. Veio do Bangu A.C. para o Botafogo em 1993, chegando a fazer parte do elenco campeão da Copa Conmebol daquele ano, embora não tenha entrado em campo em qualquer partida do certame. Atuou pelo Glorioso até 2002.

Wagner foi o 9º jogador que mais vezes atuou com a camisa botafoguense, com 410 jogos, tendo sofrido 507 gols (1993 a 2002) + 2 jogos de 45 cada (com um gol sofrido), em 24/07/1999, pelo Torneio Centenário do Rapid Viena.

Títulos conquistados por Wagner no Botafogo:
1995
Campeonato Brasileiro
1996
Taça Cidade Maravilhosa
President of Alaniya Cup
Troféu Teresa Herrera
1997
Campeonato Estadual
1998
Torneio Rio-São Paulo

Estreia de Wagner no Botafogo:
BOTAFOGO 2 x 0 INTERNACIONAL (RS)
Data: 03 / 11 / 1993
Local: Caio Martins, Niterói
Árbitro: Antônio Pereira da Silva
Competição: Campeonato Brasileiro
Gols: Rogério Pinheiro, aos 37’ (1° tempo) e Róbson, aos 45’ (2° tempo)
Botafogo: Wagner, Perivaldo (Eliomar), Márcio Borges, Rogério Pinheiro e André Duarte; Nélson, Suélio e Dedé; Róbson, Marcos Paulo e Regílson (Aléssio). Técnico: Carlos Alberto Torres
Internacional: Fernandez, Marcão, Vladimir, Adílson e Ricardo (Éverton); Daniel Frasson, Djair e Mazinho Loiola (Zinho); Élson, Paulinho e Mazinho Oliveira. Técnico: Paulo Roberto Falcão

Grupo do Botafogo em 1995, no qual aparece em pé o goleiro Wagner

Partidas finais do Campeonato Brasileiro de 1995:
BOTAFOGO 2 x 1 SANTOS
Data: 13 / 12 / 1995
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda: R$ 698.805,00
Público: 53.668
Árbitro: Sidrack Marinho dos Santos
Competição: Campeonato Brasileiro
Gols: Wilson Gottardo, de cabeça, aos 18’, Giovanni, aos 39’ e Túlio, aos 44’ (todos no 1° tempo)
Botafogo: Wagner, Wilson Goiano, Wilson Gottardo, Gonçalves e André Silva (Iranildo); Leandro Ávila, Jamir, Beto e Sérgio Manoel; Donizete (Moisés) e Túlio. Técnico: Paulo Autuori
Santos: Edinho, Vágner, Narciso, Marquinhos Capixaba e Marcos Paulo; Gallo, Marcelo Passos, Carlinhos e Giovanni; Jamelli (Macedo) e Robert (Camanducaia). Técnico: Cabralzinho

BOTAFOGO 1 x 1 SANTOS
Data: 17 / 12 / 1995
Local: Pacaembu, São Paulo
Renda: R$ 697.520,00
Público: 28.488
Árbitro: Márcio Rezende de Freitas
Competição: Campeonato Brasileiro
Gols: Túlio, aos 24’ (1° tempo); Marcelo Passos, a 1’ (2° tempo)
Botafogo: Wagner, Wilson Goiano, Wilson Gottardo, Gonçalves e André Silva (Moisés); Leandro Ávila, Jamir, Beto e Sérgio Manoel; Donizete e Túlio. Técnico: Paulo Autuori
Santos: Edinho, Marquinhos Capixaba, Ronaldo, Narciso e Marcos Adriano; Carlinhos, Marcelo Passos, Giovanni e Robert (Macedo); Camanducaia e Jamelli. Técnico: Cabralzinho
Obs.: Botafogo, bicampeão brasileiro (1968-1995).

Despedida de Wagner do Botafogo:
BOTAFOGO 1 x 2 GUARANI (SP)
Data: 14 / 04 / 2002
Local: Caio Martins (Niterói)
Competição: Torneio Rio-São Paulo
Gol do Botafogo: Dodô.
Botafogo: Wagner, Júnior, Váldson e Romeu; Cicinho (Ronaldo), Almir, Carlinhos (Carlos Alberto), Alexandre e Leonardo Inácio; Taílson (Ademílson) e Dodô. Técnico: Abel Braga.

Fontes: Jornal do Brasil, Rádio Globo e Revista Placar

8 comentários:

  1. Olá, Claudio. Mais uma ótima lembrança. Como esquecer das atuações do Wagner nas decisões? No Brasileiro de 95, no Estadual de 97, no Rio-São Paulo de 98. Faltou apenas a conquista da Copa do Brasil de 99. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. É verdade, Marcos. Estivemos tão perto de mais um título nacional em 1999, que seria a nossa primeira Copa do Brasil e que até hoje não veio...
    Creio que tenha faltado uma atuação mais forte nos bastidores para tirar o primeiro jogo da decisão de Caxias do Sul, cujo estádio nunca teve a capacidade de público exigida para uma final de Copa do Brasil, levando-o talvez para Porto Alegre.
    E no segundo jogo veio toda aquela frustração em pleno Maracanã...

    Abraço e Saudações Botafoguenses!

    ResponderExcluir
  3. Alô DataFogo, câmbio, bom dia.

    Wagner também foi campeão das Taças Guanabara e Rio (1997).

    BOTAFOGO 1 x 0 VASCO
    Data: 30 de março de 1997
    Local: Maracanã, Rio de Janeiro
    Renda: R$ 912.915,00
    Público: 88.404 (81.893 pagantes)
    Árbitro: Carlos Elias Pimentel
    Competição: Campeonato Carioca (decisão da Taça Guanabara)
    Gol: Gonçalves, de cabeça, aos 32 minutos do 2° tempo
    Botafogo: Wagner, Wilson Goiano, Jorge Luiz, Gonçalves e Jefferson; Marcelinho Paulista, Pingo, Djair e Aílton; Bentinho e Sorato (Dimba). Técnico: Joel Santana
    Vasco: Carlos Germano, Pimentel, Tinho, João Luís e Felipe; Luisinho (Pedrinho), Fabrício, Juninho Pernambucano e Ramon; Almir (Mauricinho) e Edmundo. Técnico: Antônio Lopes

    BOTAFOGO 0 x 0 FLUMINENSE
    Data: 4 de maio de 1997
    Local: Maracanã, Rio de Janeiro
    Renda: R$ 779.945,00
    Público: 80.916 (72.643 pagantes)
    Árbitro: Carlos Elias Pimentel
    Competição: Campeonato Carioca (decisão da Taça Rio)
    Botafogo: Wagner, Wilson Goiano (Bruno Carvalho), Jorge Luiz, Gonçalves e Jefferson; Marcelinho Paulista, Pingo, Djair e Aílton; Bentinho, Sorato (Dimba). Técnico: Joel Santana
    Fluminense: Adílson, Ronald (Luiz Henrique), Vágner, Márcio Costa e Jorge Luiz; Paulo Roberto, Cadu, Yan (Roger) e Nildo (Marcelo); Alcindo e Roni. Técnico: Valdir Espinosa

    Saudações Alvinegras,
    Pedro Varanda.

    ResponderExcluir
  4. Grato pelos acréscimos, Pedro, com mais duas importantes súmulas.

    Saudações Botafoguenses Campeãs!

    ResponderExcluir
  5. Eu lembro muito bem do Wagner, um ótimo goleiro fez grandes defesas em seus jogos e no jogo do botafogo e santos na final do brasileiro de 95, eu e meu pai assamos um peixe na hora do jogo, deu certo fogão campeão

    ResponderExcluir
  6. Olá, Luciano. Concordo com você. O Wagner foi uma tremenda garantia na meta alvinegra na totalidade daquele campeonato brasileiro e principalmente nas finais.

    Saudações Botafoguenses Campeãs!

    ResponderExcluir
  7. DE VEZ EM QD EU O VEJO ... DONO DE UM RESTAURANTE EXCELENTE EM NITERÓI.SUPER BEM E MT SIMPÁTICO

    ResponderExcluir
  8. Olá, Lucia.
    Caso queira, retorne aos 'comentários', informando o endereço do restaurante do Wagner, para que o mesmo seja divulgado.

    Saudações esportivas!

    ResponderExcluir