sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Em 1968 o Botafogo conquistou o Hexagonal de Futebol do México

pesquisa de Claudio Falcão e Pedro Varanda

Exatamente há quarenta e três anos, a 25 de fevereiro de 1968, na Cidade do México, sede dos Jogos Olímpicos daquele ano e capital do país sede da Copa do Mundo de Futebol de 1970, o Botafogo conquistou de forma invicta o Torneio Hexagonal.


Participantes:
Botafogo F.R.
F.K. Estrela Vermelha de Belgrado - campeão iugoslavo e da Copa da Iugoslávia (1968)
Ferencvaros T.C. - campeão húngaro (1967/68)
Seleção de Jalisco (ou Seleção 'B' do México)
Seleção do México
D. Toluca F.C. - bicampeão mexicano (1966/67-1967/68) e campeão da Liga dos Campeões da CONCACAF (1968)

TORNEIO HEXAGONAL DO MÉXICO - 1968
04/02 - Seleção de Jalisco (MÉX) 2 x 0 Estrela Vermelha (IUG)
06/02 - Toluca (MÉX) 1 x 2 Botafogo (BRA)
08/02 - Seleção do México 2 x 1 Ferencvaros (HUN)
11/02 - Seleção de Jalisco (MÉX) 5 x 1 Toluca (MÉX)
11/02 - Estrela Vermelha (IUG) 2 x 2 Botafogo (BRA)
13/02 - Ferencvaros (HUN) 5 x 3 Toluca (MÉX)
13/02 - Estrela Vermelha (IUG) 1 x 5 Seleção do México
18/02 - Toluca (MÉX) 1 x 3 Estrela Vermelha (IUG)
18/02 - Botafogo (BRA) 4 x 0 Seleção de Jalisco (MÉX)
20/02 - Seleção do México 2 x 0 Toluca (MÉX)
20/02 - Estrela Vermelha (IUG) 2 x 0 Ferencvaros (HUN)
22/02 - Seleção de Jalisco (MÉX) 0 x 2 Ferencvaros (HUG)
22/02 - Botafogo (BRA) 1 x 0 Seleção do México
25/02 - Seleção do México 1 x 0 Seleção de Jalisco (MÉX)
25/02 - Ferencvaros (HUN) 1 x 3 Botafogo (BRA)

Classificação:
Botafogo (campeão): PG - 9; J - 5; V - 4; E - 1; D - 0; GP - 12; GC - 4; S - 8
2º Seleção do México (vice): PG - 8; J - 5; V - 4; E - 0; D - 1; GP - 10; GC - 3; S - 7
3º Estrela Vermelha: PG - 5; J - 5; V - 2; E - 1; D - 2; GP - 8; GC - 10; S - (-)2
4º Ferencvaros: PG - 4; J - 5; V - 2; E - 0; D - 3; GP - 9; GC - 7; S - 2
5º Seleção de Jalisco: PG 4; J - 5; V - 2; E - 0; D - 3; GP - 7; GC -8; S - (-)1
6º Toluca: PG - 0; J - 5; V - 0; E - 0; D - 5; GP - 6; GC - 17; S - (-)11

BOTAFOGO 2 x 1 TOLUCA (MÉX)
Data: 06/02/1968
Local: Estádio Azteca (México)
Público: 40.000
Árbitro: Raul Osório
Gols: Roberto, de cabeça, aos 12' (1º tempo); Jairzinho, aos 5' e Vicente Pereda, aos 30' (2º tempo)
Botafogo: Cao, Moreira, Zé Carlos, Leônidas e Waltencir; Carlos Roberto e Afonsinho (Lula); Rogério, Roberto (Humberto), Jairzinho e Paulo Cézar. Técnico: Zagallo
Toluca: Florentino, López, Zarate, Mauro (Zavalo) e Pedro Romero; Estrada e Amauri; Arévalo, Romero Reyes, Albino e Vicente Pereda. Técnico: ?
Obs.: Pelo Toluca atuaram os brasileiros Mauro (ex-Santos F.C.) e Amauri.

BOTAFOGO 2 x 2 ESTRELA VERMELHA (IUG)
Data: 11/02/1968
Local: Estádio Azteca (México)
Árbitro: Alfonso González Archundia
Assistentes: Rodrigo Lamora e Steban González
Gols: Roberto, aos 13' (1º tempo); Dzajic, aos 16', Jairzinho, aos 18' e Dzajic, aos 44' (2º tempo)
Botafogo: Manga, Moreira, Zé Carlos, Leônidas e Waltencir (Paulistinha); Carlos Roberto e Gérson; Rogério (Humberto), Roberto, Jairzinho (Afonsinho) e Paulo Cézar (Lula). Técnico: Zagallo
Estrela Vermelha: Dujkovic (Rocic), Krivockua (Rakic), Milicovic, Pavlovic, Dojvinovski, Dragan, Klenkovski, Ostojic (Antonijevic), Lazarovic, Acimovic e Dzajic. Técnico: Millanic
Obs.: Roberto e Dojvinovski foram expulsos aos 30' do 1º tempo.

BOTAFOGO 4 x 0 SELEÇÃO DE JALISCO (MÉX)
Data: 18/02/1968
Local: Estádio Azteca (México)
Público: 45.000
Árbitro: Diego de Leo
Gols: Jairzinho, aos 15' e Roberto (2), aos 28' e 31' (1º tempo); Jairzinho, aos 15' (2º tempo)
Botafogo: Manga, Moreira, Zé Carlos (Chiquinho Pastor), Leônidas (Dimas) e Waltencir; Carlos Roberto (Afonsinho) e Gérson; Rogério, Roberto (Parada), Jairzinho e Lula. Técnico: Zagallo
Seleção de Jalisco: Calderón (Rodríguez), Alejandre, Del Muro (Hernández, depois Peña), Jauregui e Mercado; Díaz e D. Rodríguez; Carlos Calderón, Estrada, Anay e Jara. Técnico: ?
Obs.: Rodríguez defendeu um pênalti cobrado por Jairzinho, aos 37' do 2º tempo.

BOTAFOGO 1 x 0 SELEÇÃO DO MÉXICO
Data: 22/02/1968
Local: Estádio Azteca (México)
Público: 50.000
Árbitro: Abel Aguilar
Gol: Jairzinho, aos 31' (2º tempo)
Botafogo: Manga, Moreira, Zé Carlos, Leônidas e Waltencir; Afonsinho e Gérson; Rogério, Roberto, Jairzinho e Lula. Técnico: Zagallo
Seleção do México: Iniestra, Ramírez, Nuñez, Sanabri e Pérez; Regueiro e González; Bustos, Borja, Fragoso e Padilla. Técnico: ?
Obs.: Roberto e Pérez foram expulsos aos 39' do 2º tempo.

BOTAFOGO 3 x 1 FERENCVAROS (HUN)
Data: 25/02/1968
Local: Estádio Azteca (México)
Árbitro: Domingo de La Mora
Gols: Jairzinho, aos 37' (1º tempo); Roberto, aos 22', Szücs, aos 37' e Gérson, de pênalti, aos 50' (2º tempo)
Botafogo: Manga, Moreira, Zé Carlos, Leônidas e Waltencir; Afonsinho (Paulistinha) e Gérson; Rogério (Dimas), Roberto, Jairzinho e Lula. Técnico: Zagallo
Ferencvaros: Takács, Novák, Páncsics, Szücs e Havasi; Juhász e Rákosi; Zsöke, Varga, Albert (Branikovits) e Katona (Fenyvesi). Técnico: Dr. Lakat Károly
Obs.: 1) Leônidas e Rákosi (aos 8' do 2º tempo), Varga e Waltencir (aos 44' do 2º tempo) foram expulsos; 2) Botafogo campeão invicto do Torneio Hexagonal do México; 3) O atacante Jairzinho, que assinalou seis gols na competição, foi apelidado de 'El Toro', pela torcida mexicana.

[Fontes: Correio da Manhã, El Informador (do México), Jornal do Brasil, Jornal dos Sports e O Globo.]

2 comentários:

  1. Olá, Claudio. Considero esse troféu um dos mais belos de nossa galeria. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você, Marcos.
    É um rico e belíssimo troféu!
    Segundo a revista Botafogo nº 233, de março-junho/1978, trata-se de um trabalho esculpido por Cortés, um dos mestres da Escola Nacional de Artes Plásticas de 'San Carlos', da Universidade Nacional Autônoma do México. "Suas magníficas formas têm como motivo a capital mexicana e contam a história de sua formação".

    Saudações Botafoguenses Campeãs!

    ResponderExcluir