terça-feira, 4 de janeiro de 2011

A Taça Líder é do Botafogo

pesquisa e texto: Claudio Falcão; resultados e súmula: pesquisa de Pedro Varanda

A Taça Líder é um troféu que foi instituído em 1957 pela então Federação Metropolitana de Futebol, representando a hegemonia no futebol do Rio de Janeiro. Tinha a finalidade de premiar o clube que durante o campeonato carioca estivesse à frente na tabela, rodada após rodada. Sua posse definitiva seria concedida à agremiação "que vencer três campeonatos alternados ou dois consecutivos", assim constava no artigo primeiro do regulamento que a instituiu. Os campeonatos em questão eram os da divisão de profissionais.

Ao sagrar-se bicampeão carioca (1961-1962) o Botafogo atingiu simultaneamente as duas hipóteses previstas no referido regulamento, visto que o Glorioso já havia conquistado também o título carioca de 1957. Em junho de 1963 a diretoria do clube oficiava à Federação, reivindicando a posse definitiva da Taça Líder, que pode ser admirada em nosso Salão de Troféus, no palacete da Avenida Wenceslau Brás.


CAMPEONATO CARIOCA - 1961

Adversário - Resultado - Local:
América - 2 x 0, 2 x 1 e 1 x 2 (todos no Maracanã).
Bangu - 1 x 1, 2 x 0 e 3 x 1 (todos no Maracanã).
Flamengo - 2 x 2, 1 x 1 e 3 x 0 (todos no Maracanã).
Fluminense - 2 x 2, 2 x 2 e 1 x 0 (todos no Maracanã).
Olaria - 1 x 0, 1 x 0 e 2 x 1 (todos no Maracanã).
São Cristóvão - 4 x 0 (São Januário), 4 x 1 e 2 x 0 (ambos no Maracanã).
Vasco da Gama - 1 x 1, 4 x 0 e 2 x 1 (todos no Maracanã).
Bonsucesso - 3 x 0 (Maracanã).
Canto do Rio - 3 x 0 (Laranjeiras).
Madureira - 3 x 1 (Laranjeiras).
Portuguesa - 2 x 1 (Laranjeiras).

Total de jogos: 25; Vitórias: 18; Empates: 6; Derrota: 1; Gols Pró: 54; Contra: 18.

CAMPEONATO CARIOCA - 1962

Adversário - Resultado - Local:
América - 1 x 0 e 3 x 1 (ambos no Maracanã).
Bangu - 0 x 0 (Proletário) e 1 x 1 (Maracanã).
Bonsucesso - 1 x 0 (Maracanã) e 4 x 1 (General Severiano).
Campo Grande - 0 x 1 e 2 x 0 (ambos no Maracanã).
Canto do Rio - 2 x 0 (General Severiano) e 2 x 1 (Caio Martins).
Flamengo - 3 x 1 e 3 x 0 (ambos no Maracanã).
Fluminense - 2 x 0 e 1 x 0 (ambos no Maracanã).
Madureira - 4 x 0 (General Severiano) e 6 x 1 (Maracanã).
Olaria - 2 x 2 e 2 x 0 (ambos no Maracanã).
Portuguesa - 2 x 0 (Maracanã) e 2 x 1 (General Severiano).
São Cristóvão - 5 x 2 (General Severiano) e 0 x 0 (Figueira de Mello).
Vasco da Gama - 0 x 1 e 1 x 1 (ambos no Maracanã).

Total de jogos: 24; Vitórias: 17; Empates: 5; Derrotas: 2; Gols Pró: 49; Contra: 14.

BOTAFOGO 3 X 0 FLAMENGO
Data: 15/12/1962
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda: Cr$22.093.570,00
Público: 158.994 (147.043 pagantes)
Árbitro: Armando Marques
Assistentes: Frederico Lopes e Antônio Viug
Competição: Campeonato Carioca (decisão)
Gols: Garrincha, aos 10' e Vanderlei (contra), aos 35' (1º tempo); Garrincha, aos 2' (2º tempo)
Botafogo: Manga, Paulistinha, Jadir, Nílton Santos e Rildo; Ayrton e Édison; Garrincha, Quarentinha, Amarildo e Zagallo. Técnico: Marinho Rodrigues
Flamengo: Fernando, Joubert, Vanderlei, Décio Crespo e Jordan; Carlinhos e Nelsinho; Espanhol, Henrique, Dida e Gérson. Técnico: Flávio Costa
Obs.: Dida e Paulistinha foram expulsos aos 44' (2º tempo).
Nota: Botafogo, bicampeão carioca (1961-1962).
Fontes: Jornal do Brasil e Jornal dos Sports

[Fontes para o texto: Jornal do Brasil, de 20/07/1957, 24/12/1957 e 25/06/1963; Revista Botafogo, nº 135, de fevereiro/1958 e Revista Grandes Clubes Brasileiros - Botafogo (1972).]

Nenhum comentário:

Postar um comentário