segunda-feira, 29 de março de 2010

Botafogo: Campeonatos Cariocas de Futebol de Primeiros Quadros Amadores

CAMPEONATO CARIOCA DE AMADORES (*) – 1942
Campanha do campeão, o Botafogo
Turno
08 / 04 – Botafogo 6 x 2 River (Rua João Pinheiro).
Gols do Botafogo: Augustinho (3), Hélio Campos, Eurico Viveiros e Renê.
12 / 04 – Botafogo 5 x 3 Confiança (Rua General Silva Teles).
Gols do Botafogo: Augustinho (3), Renê e Zé Américo.
18 / 04 – Botafogo 11 x 0 América (Rua General Severiano).
Gols: Eurico Viveiros (4), Zé Américo (3), Hélio Campos, Augustinho, Tovar e Renê.
29 / 04 – Botafogo 6 x 0 Mavilis (Rua General Severiano).
Gols: Tovar (3), Armando, Eurico Viveiros e Renê.
02 / 05 – Botafogo 4 x 0 Canto do Rio (Caio Martins).
Gols: Zé Américo (2), Eurico Viveiros e Tovar.
09 / 05 – Botafogo 4 x 2 Vasco da Gama (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho, Armando, Tovar e Cid.
16 / 05 – Botafogo 12 x 5 Bangu (Rua Ferrer).
Gols do Botafogo: Tovar (3), Zé Américo (3), Otto (3), Renê (2) e Armando.
23 / 05 – Botafogo 8 x 1 Bonsucesso (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho (4), Tovar (2), Zé Américo e Otto.
30 / 05 – Botafogo 7 x 1 Madureira (Rua Conselheiro Galvão).
Gols do Botafogo: Augustinho (5) e Tovar (2).
06 / 06 – Botafogo 11 x 2 Carioca (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Renê (4), Augustinho (4), Tovar, Zé Américo e Otto.
14 / 06 – Botafogo 9 x 1 Andarahy (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho (5), Zé Américo (2), Renê e Otto.
20 / 06 – Botafogo 3 x 0 Fluminense (Rua General Severiano).
Gols: Zé Américo (2) e Tovar.
27 / 06 – Botafogo 2 x 1 Flamengo (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho e Tovar.
12 / 07 – Botafogo 4 x 0 Ideal (Parada de Lucas).
Gols: Renê (2), Otto e Augustinho.
26 / 07 – Botafogo 13 x 1 Ruy Barbosa (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho (4), Zé Américo (3), Otto (2), Renê (2) e Tovar (2).
05 / 08 – Botafogo 3 x 4 São Cristóvão (Rua São Januário).
Gols do Botafogo: Renê (2) e Otto.
09 / 08 – Botafogo 3 x 3 Olaria (Rua Cândido Silva).
Gols do Botafogo: Augustinho, Tovar e Otto.
Obs.: O Botafogo ganhou os pontos, pois o Olaria atuou com Peres que estava irregular na Federação Metropolitana de Futebol. O jogador tinha contrato com o Barreto F.C., de Niterói.

Returno
15 / 08 – Botafogo 3 x 1 Mavilis (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Renê, Otto e Augustinho.
23 / 08 – Botafogo 15 x 2 River (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho (8), Tovar (3), Renê (2), Otto e Hélio Campos.
29 / 08 – Botafogo 3 x 1 Confiança (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Renê (2) e Álvaro Costa.
05 / 09 – Botafogo 6 x 2 América (Rua Campos Salles).
Gols do Botafogo: Renê (3), Augustinho (2) e Otto.
12 / 09 – Botafogo 7 x 0 Canto do Rio (Rua General Severiano).
Gols: Armando (3), Tovar (2), Emmanuel Viveiros “Maninho” e Renê.
19 / 09 – Botafogo 0 x 0 Vasco da Gama (Rua São Januário).
26 / 09 – Botafogo 9 x 1 Bangu (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho (5), Emmanuel Viveiros “Maninho” (2), Tovar e Renê.
04 / 10 – Botafogo 9 x 1 Bonsucesso (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho (4), Tovar (2), Renê (2) e Zé Américo.
10 / 10 – Botafogo 8 x 1 Madureira (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho (3), Renê (3) e Zé Américo (2).
18 / 10 – Botafogo 7 x 0 Carioca (Estrada Dona Castorina).
Gols: Renê (3), Augustinho (2), Tovar e Zé Américo.
25 / 10 – Botafogo 17 x 1 Andarahy (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho (6), Tovar (4), Renê (4), Zé Américo (2) e Otto.
01 / 11 – Botafogo 4 x 2 Fluminense (Rua Álvaro Chaves).
Gols do Botafogo: Zé Américo (2), Augustinho e Renê.
08 / 11 – Botafogo 2 x 0 Flamengo (Gávea-Lagoa).
Gols: Aldo (contra) e Eurico Viveiros.
22 / 11 – Botafogo 15 x 1 Ideal (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho (7), Afonsinho (4), Renê (2), Álvaro Farias e Tovar.
06 / 12 – Botafogo 5 x 0 Ruy Barbosa (Rua General Silva Teles).
Gols: Emmanuel Viveiros “Maninho” (2), Renê, Afonsinho e Mílton (contra).
12 / 12 – Botafogo 3 x 2 São Cristóvão (Rua Figueira de Mello).
Gols do Botafogo: Augustinho (2) e Tovar.
27 / 12 – Botafogo 3 x 2 Olaria (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Augustinho, Álvaro Farias e Tovar.

Jogos: 34; Vitórias: 32; Empate: 1; Derrota: 1; Gols Pró: 227; Contra: 43.

Artilheiros:
Augustinho, 75 gols.
Renê, 43.
Tovar, 35.
Zé Américo, 26.
Otto, 15.
Eurico Viveiros, 8.
Emmanuel Viveiros “Maninho”, 5.
Armando, 6.
Afonsinho, 5.
Hélio Campos, 3.
Álvaro Farias, 2.
Cid, 1.
Álvaro Costa, 1.
Aldo (contra), 1.
Mílton (contra), 1.
Total: 227 gols.

Os campeões:
Luiz Paulo Neves Tovar, 34 jogos.
Hélio da Costa Campos, 33.
Renê Mendonça, 33.
Ruy Ramos Silva, 32.
Augusto Willemsens (Augustinho), 28.
Francisco Cid Esteves, 26.
Henrique Fernandes Torquato (Dunga), 25.
Emérito Fernandes dos Reis (Mato Grosso), 25.
José Américo de Almeida Filho (Zé Américo), 20.
Otto Willmann, 19.
Hilário da Silva Rua, 15.
Alfredo Matos Monteiro, 13.
Armando Lopes, 13.
Ney Arruda Sodré, 8.
Emmanuel Sodré Viveiros de Castro (Maninho), 7.
Pedro Teixeira Botelho (Pedrinho), 6.
Eurico Sodré Viveiros de Castro, 5.
Pedro Cataldo, 4.
Sylvio Cordeiro Hildebrandt, 4.
Antônio Gaspar (Antoninho), 4.
Affonso Alves de Faria (Afonsinho), 4.
Jayme Pimenta Valente, 3.
Danilo Maurmann, 3.
Álvaro de Farias, 3.
Álvaro Costa, 2.
Victor Corrêa Gonçalves, 1.
Carlos da Silva Fafiães (Carlinhos), 1.
Waldemar Ferreira, 1.
Ivan Espírito Santo, 1.
Nílson Nóbrega, 1.
Técnicos: Capitão Paranhos e Togo Renan Soares (Kanela).
Fontes: Boletins do Botafogo, Jornal dos Sports e O Futebol no Botafogo

Classificação do campeonato (PG):
1° Botafogo (campeão), 66
2° Flamengo (vice), 55
2° Vasco da Gama, 55
4° Fluminense, 51
5° Olaria, 50
6° São Cristóvão, 45
7° Confiança, 37
8° Ideal, 35
9° América, 31
10° Mavilis, 25
11° Ruy Barbosa, 24
12° Madureira, 23
13° Bangu, 21
13° River, 21
15° Bonsucesso, 20
15° Canto do Rio, 20
17° Andarahy, 18
18° Carioca, 15

(*) Primeira Divisão de Amadores (adulto), para jogadores que não queriam a profissionalização.

CAMPEONATO CARIOCA DE AMADORES (*) – 1943
Campanha do bicampeão, o Botafogo
Turno
13 / 06 – Botafogo 1 x 0 Olaria (Rua Cândido Silva).
Gol: Octávio.
19 / 06 – Botafogo 2 x 4 Flamengo (Gávea-Lagoa).
Gols do Botafogo: Hélio Campos e Emmanuel Viveiros “Maninho”.
26 / 06 – Botafogo 4 x 1 América (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Álvaro Farias (2), Ruiz e Renê.
03 / 07 – Botafogo 3 x 1 Fluminense (Rua Álvaro Chaves).
Gols do Botafogo: Zé Américo, Álvaro Farias e Octávio.
10 / 07 – Botafogo 2 x 1 São Cristóvão (Rua Figueira de Mello).
Gols do Botafogo: Tovar e Zé Américo.
17 / 07 – Botafogo 3 x 1 Bonsucesso (Rua Teixeira de Castro).
Gols do Botafogo: Álvaro Farias, Zé Américo e Augustinho.
24 / 07 – Botafogo 2 x 1 Vasco da Gama (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Zé Américo e Augustinho.
01 / 08 – Botafogo 10 x 3 Bangu (Rua Ferrer).
Gols do Botafogo: Octávio (5), Renê (2), Ruiz, Edgard e Tovar.
08 / 08 – Botafogo 4 x 0 Madureira (Rua General Severiano).
Gols: Edgard (4).

Returno
15 / 08 – Botafogo 4 x 1 Olaria (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Octávio (2), Renê e Zé Américo.
22 / 08 – Botafogo 5 x 2 Flamengo (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Octávio (2), Augustinho, Zé Américo e Edgard.
28 / 08 – Botafogo 2 x 2 América (Rua Campos Salles).
Gols do Botafogo: Octávio (2).
04 / 09 – Botafogo 4 x 0 Fluminense (Rua General Severiano).
Gols: Augustinho, Hélio Campos, Zé Américo e Octávio.
11 / 09 – Botafogo 4 x 2 São Cristóvão (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Octávio (3) e Augustinho.
18 / 09 – Botafogo 1 x 0 Bonsucesso (Rua Teixeira de Castro).
Gol: Edgard.
25 / 09 – Botafogo 4 x 0 Vasco da Gama (Rua São Januário).
Gols: Renê (2), Augustinho e Tovar.
06 / 10 – Botafogo 3 x 0 Bangu (Rua General Severiano).
Gols: Tovar, Emmanuel Viveiros “Maninho” e Octávio.
10 / 10 – Botafogo 4 x 2 Madureira (Rua Conselheiro Galvão).
Gols do Botafogo: Ruiz (2), Edgard e Hélio Campos.

Jogos: 18; Vitórias: 16; Empate: 1; Derrota: 1; Gols Pró: 62; Contra: 21.

Artilheiros: Octávio, 18 gols; Edgard, 8; Zé Américo, 7; Augustinho, 6; Renê, 6; Tovar, 4; Ruiz, 4; Álvaro Farias, 4; Hélio Campos, 3; Maninho, 2. Total: 62 gols.

Os bicampeões:
Francisco Cid Esteves, 18 jogos.
Alfredo Mattos Monteiro, 17.
Ruy Ramos da Silva, 17.
Hélio da Costa Campos, 16.
Octávio Sérgio da Costa Moraes, 16.
Renê Mendonça, 16;
Stanislau Rosalinski Filho (Boliviano), 15.
José Américo de Almeida Filho (Zé Américo), 12.
Luiz Paulo Neves Tovar, 11.
Henrique Torquato (Dunga), 10.
Augusto Willemsens (Augustinho), 10.
Edgard Alves Moreira, 8.
Miguel Ruiz, 5.
Mílson Coelho Xisto, 4.
Álvaro de Farias, 4.
Hilário da Silva Rua, 3.
Antônio Vianna, 3.
Emmanuel Sodré Viveiros de Castro (Maninho), 3.
Jayme Pimenta Valente, 2.
Armando Lopes, 2.
Hézio Vieira Martins, 1.
Sylvio Cordeiro Hildebrandt, 1.
João Castro Peixoto, 1.
Antônio Gaspar (Antoninho), 1.
Gastão da Matta, 1.
Álvaro Costa, 1.
Técnico: Togo Renan Soares (Kanela).
Fontes: Boletins do Botafogo, Diário de Notícias e O Futebol no Botafogo

Classificação do campeonato (PG):
1° Botafogo (bicampeão), 33
2° Olaria (vice), 28
3° Vasco da Gama, 23
4° América, 22
5° Flamengo, 17
6° Fluminense, 16
7° Bonsucesso, 12
Madureira, 12
9° Bangu, 10
10° São Cristóvão, 7

(*) Primeira Divisão de Amadores (adulto), para jogadores que não queriam a profissionalização.

TORNEIO INÍCIO DE AMADORES (*) – 1944
Campanha do campeão, o Botafogo
19 / 03 (domingo), em Laranjeiras:
Botafogo 2 x 0 Madureira
Gols: Bororó e Zé Américo.
Botafogo 1 x 0 Bonsucesso
Gol: Hélio Campos.
Botafogo 6 x 0 Fluminense
Gols: Octávio (3), Zé Américo, Bororó e Ruy.

BOTAFOGO 6 x 0 FLUMINENSE
Data: 19 / 03 / 1944
Local: Laranjeiras, Rio de Janeiro
Árbitro: José Mariano da Silva
Gols: Octávio (3), Zé Américo, Bororó e Ruy
Botafogo: Boliviano, Alfredo e Dunga; Ruy, Hélio Campos e Cid; Zé Américo, Álvaro Farias, Octávio, Tovar e Bororó
Fluminense: Gélson, Carlos Alberto e João; Albino, Apolinário e Álvaro; Macedo, Átila, Nélson, Zurah e Murilo
Obs.: 1) Nélson, Zé Américo e Murilo foram expulsos; 2) A decisão do Torneio Início era de dois tempos de 30 minutos.
Fonte: Jornal dos Sports

(*) Primeira Divisão de Amadores (adulto), para jogadores que não queriam a profissionalização.

CAMPEONATO CARIOCA DE AMADORES (*) – 1944
Campanha do tricampeão, o Botafogo
Turno
01 / 04 – Botafogo 9 x 0 Bonsucesso (Rua General Severiano).
Gols: Bororó (3), Edgard (3), Tovar (2), Hélio Campos.
08 / 04 – Botafogo 2 x 3 Flamengo (Rua Álvaro Chaves).
Gols do Botafogo: Octávio e Tovar.
15 / 04 – Botafogo 7 x 2 Bangu (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Zé Américo (4), Octávio (2) e Hélio Campos.
29 / 04 – Botafogo 6 x 1 Fluminense (Rua Álvaro Chaves).
Gols do Botafogo: Zé Américo (3), Tovar (2) e Bororó.
27 / 05 – Botafogo 6 x 2 Madureira (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Tovar (2), Afonsinho (2), Alfredo e Bororó.
06 / 06 – Botafogo 4 x 1 Olaria (Rua Álvaro Chaves).
Gols do Botafogo: Bororó (3) e Afonsinho.
10 / 06 – Botafogo 1 x 0 Vasco da Gama (Rua General Severiano).
Gol: Gute.
17 / 06 – Botafogo 8 x 1 São Cristóvão (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Bororó (3), Octávio (2), Gute (2) e Dunga.
24 / 06 – Botafogo 2 x 2 América (Rua Campos Salles).
Gols do Botafogo: Tovar e Hélio Campos.

Returno
02 / 07 – Botafogo 10 x 3 Bonsucesso (Rua Teixeira de Castro).
Gols do Botafogo: Bororó (4), Patesko (3), Octávio (2) e Afonsinho.
08 / 07 – Botafogo 4 x 0 Flamengo (Rua General Severiano).
Gols: Octávio, Afonsinho, Tovar e Patesko.
17 / 07 – Botafogo 9 x 1 Bangu (Rua Ferrer).
Gols do Botafogo: Renê (6), Octávio (2) e Tovar.
22 / 07 – Botafogo 8 x 0 Fluminense (Rua General Severiano).
Gols: Octávio (3), Gute (2), Tovar (2) e Renê.
29 / 07 – Botafogo 3 x 3 Madureira (Rua Conselheiro Galvão).
Gols do Botafogo: Afonsinho, Tovar e Octávio.
05 / 08 – Botafogo 8 x 1 Olaria (Rua General Severiano).
Gols do Botafogo: Octávio (4), Renê (2), Tovar e Gute.
12 e 16 / 08 – Botafogo 3 x 1 Vasco da Gama (Ruas São Januário e Álvaro Chaves).
Gols do Botafogo: Gute (2) e Afonsinho.
Obs.: Jogo disputado em duas partes, em virtude de interrupção.
19 / 08 – Botafogo 13 x 0 São Cristóvão (Rua General Severiano).
Gols: Gute (4), Renê (3), Octávio (2), Zé Américo (2), Tovar e Alfredo.
26 / 08 – Botafogo 6 x 0 América (Rua General Severiano).
Gols: Zé Américo (3), Octávio (2) e Renê.

Jogos: 18; Vitórias: 15; Empates: 2; Derrota: 1; Gols Pró: 109; Contra: 21.

Artilheiros: Octávio, 22 gols; Bororó, 15; Tovar, 15; Renê, 13; Zé Américo, 12; Gute, 12; Afonsinho, 7; Patesko, 4; Edgard, 3; Hélio Campos, 3; Alfredo, 2; Dunga, 1. Total: 109 gols.

Os tricampeões:
Alfredo Mattos Monteiro, 18 jogos.
Francisco Cid Esteves, 18.
Stanislau Rosalinski Filho (Boliviano), 17.
Henrique Fernandes Torquato (Dunga), 17.
Luiz Paulo Neves Tovar, 17.
Octávio Sérgio da Costa Moraes, 16.
Ruy Ramos da Silva, 14.
Hélio da Costa Campos, 14.
Affonso Alves de Faria (Afonsinho), 11.
João Guttemberg da Cruz (Gute), 11.
Josias Silvino de Lima (Bororó), 7.
Renê Mendonça, 7.
Edgard Alves Moreira, 6.
José Américo de Almeida Filho (Zé Américo), 4.
Rodolpho Barteczko (Patesko), 4.
Antônio Gaspar (Antoninho), 3.
Rodrigo Alberto Neves Tovar, 3.
Álvaro de Farias, 3.
Mário Júlio de Moraes, 1.
Mílson Coelho Xisto, 1.
Sylvio Cordeiro Hildebrandt, 1.
Roberto Carvalho, 1.
Natalino Conceição, 1.
Carlos Fonseca Vasconcelos (Carlinhos), 1.
Mauro Dias Martins, 1.
Ruy Nunes Aguiar, 1.
Técnicos: Marques Pereira e Togo Renan Soares (Kanela).
Fontes: Boletins do Botafogo e O Futebol no Botafogo

Classificação do campeonato (PG):
1° Botafogo (tricampeão), 32
2° Vasco da Gama (vice), 29
3° Flamengo, 26
4° Madureira, 23
5° América, 21
6° Olaria, 19
7° Fluminense, 12
8° São Cristóvão, 11
9° Bonsucesso, 4
10° Bangu, 3

RETROSPECTO DO BOTAFOGO NOS CAMPEONATOS CARIOCAS DE
1° QUADRO DE AMADORES (ADULTO) DA 1ª DIVISÃO DA LFRJ E FMF:

1937: J - 11; V - 4; E - 3; D - 4; GP - 26; GC - 19.
1938: J - 16; V - 6; E - 3; D - 7; GP - 30; GC - 37.
1939: J - 16; V - 7; E - 3; D - 6; GP - 30; GC - 34.
1940: J - 24; V - 13; E - 4; D - 7; GP - 72; GC - 48.
1941: J - 18; V - 12; E - 3; D - 3; GP - 61; GC - 34.
1942: J - 34; V - 32; E - 1; D - 1; GP - 227; GC - 43.
1943: J - 18; V - 16; E - 1; D - 1; CP - 62; GC - 21.
1944: J - 18; V - 15; E - 2; D - 1; GP - 109; GC - 21.

TOTAL: J - 155; V - 105; E - 20; D - 30; GP - 617; GC - 257.

LFRJ = Liga de Futebol do Rio de Janeiro (1937 a 1940)
FMF = Federação Metropolitana de Futebol (a partir de 1941)

CAMPEÕES CARIOCAS DE AMADORES (RESISTÊNCIA AO PROFISSIONALISMO):
1937 – Vasco da Gama
1938 – Fluminense
1939 – Madureira
1940 – América
1941 – Vasco da Gama
1942 – Botafogo
1943 – Botafogo

1944 – Botafogo

Fontes: Boletins do Botafogo, Diário de Notícias, Jornal dos Sports e O Futebol no Botafogo

[Pesquisa de Claudio Falcão, Pedro Varanda e Rui Moura.]

sábado, 27 de março de 2010

As Olimpíadas Botafoguenses

pesquisa e texto de Claudio Falcão
publicação simultânea no blog Mundo Botafogo – http://mundobotafogo.blogspot.com/

As Olimpíadas Botafoguenses eram um encontro esportivo anual organizado pelo Botafogo de Futebol e Regatas, no qual participavam atletas, ex-atletas e associados do Clube, classificados por faixas etárias, competindo nos mais variados esportes, inclusive em alguns que o Alvinegro não disputava oficialmente, sendo habitualmente divididos em duas grandes equipes: a ‘Estrela Solitária’ e o ‘Glorioso’.


Iniciativa da campeoníssima Margarida Teresa Nunes Leite, a ‘Atleta Símbolo’ do Botafogo, teve lugar pela primeira vez no ano de 1957, com o desfile inaugural a 6 de outubro, no Estádio de General Severiano, quando foram entregues os prêmios ‘Honra à Fidelidade’ aos atletas que completaram 15 anos (medalha de ouro) e 10 anos (medalha de prata) de dedicação ao Alvinegro, sendo também pronunciado o compromisso olímpico. Dentre os que receberam a medalha de ouro encontrava-se justamente a dinâmica Margarida. A festa de encerramento ocorreu a 1° de novembro, na sede social, sendo proclamada campeã a equipe ‘Estrela Solitária’, com 200 pontos, contra 184 do ‘Glorioso’.

Tais foram os esportes envolvidos nessa I Olimpíada: voleibol, basquetebol, futebol de botão, tênis de mesa, atletismo, remo, futebol, boliche, halterofilismo, ‘pequenos jogos’ (entre crianças), além de uma gincana. Os competidores foram distribuídos pelas seguintes faixas etárias: adultos, 15 a 17 anos, 10 a 14 anos e até 9 anos.

Medalhas foram entregues aos vencedores, bem como pequenas taças aos atletas mais eficientes.


A II Olimpíada teve seu desfile de abertura também no Estádio de General Severiano, a 11 de outubro de 1958, sendo igualmente entregue o prêmio ‘Honra à Fidelidade’, bem como prestado o juramento olímpico.

Nesse ano tivemos os seguintes esportes: voleibol, tênis de mesa, futebol de botão, arco e flecha, remo, futebol, boliche, halterofilismo, basquetebol, esgrima, atletismo e ‘pequenos jogos’. A faixa etária de até 9 anos foi subdividida em até 5 anos e de 6 a 9 anos, mantendo-se as demais.

A solenidade de encerramento deu-se na sede social a 21 de novembro, sendo dessa vez campeã a equipe ‘Glorioso’, com apenas 2 pontos de vantagem sobre os da ‘Estrela Solitária’ (204 a 202), tendo igualmente sido entregues as medalhas aos vencedores e as taças aos mais eficientes.


Seguiu-se a III Olimpíada, em 1959, com o desfile inaugural a 27 de setembro em General Severiano, quando foi pronunciado o compromisso olímpico de praxe. Na ocasião foram mais uma vez entregues os prêmios ‘Honra à Fidelidade’.

Foram esses os esportes envolvidos nessa terceira disputa: esgrima, voleibol, tênis de mesa, boliche, basquetebol, futebol, futebol de botão, remo, halterofilismo, atletismo e ‘pequenos jogos’. Houve pequena mudança nas faixas etárias, sendo os pequenos agrupados em uma só categoria, de 4 a 9 anos.

A festa de encerramento ocorreu a 9 de novembro, quando foi proclamada campeã a equipe ‘Glorioso’, com 217 pontos, contra 201 da ‘Estrela Solitária’, tendo então sido distribuídas as premiações habituais.


A IV Olimpíada foi disputada no mês de novembro até 4 de dezembro de 1960, sendo esses os esportes que estiveram em competição: basquetebol, futebol, voleibol, arco e flecha, tênis de mesa, halterofilismo, remo, boliche, esgrima e ‘pequenos jogos’. Repetiu-se a divisão por faixas etárias que fora adotada em 1958.

A solenidade de encerramento foi realizada na sede social a 5 de dezembro, tendo sido entregues as taças aos atletas mais eficientes e anunciado o resultado final, com a vitória da equipe ‘Glorioso’, por 334 a 277 pontos, conquistados pela ‘Estrela Solitária’. A 15 de dezembro foram entregues as medalhas aos competidores melhores colocados.

Não obtive informações sobre os Jogos de 1961, porém a 22 de julho de 1962 ocorreu em General Severiano a solenidade de abertura da VI Olimpíada, contando, dentre outros atos, com a leitura do juramento do atleta e a habitual entrega do prêmio ‘Honra à Fidelidade’, sendo esses alguns dos esportes que entraram em competição naquele ano: futebol, atletismo, futebol de botão, boliche e cabo de guerra (recreação).


Já em 24 de agosto de 1963 ocorreu a abertura da VII Olimpíada, nessa ocasião no Ginásio do Mourisco, onde após o tradicional desfile foi prestado o juramento do atleta olímpico, bem como entregue o prêmio ‘Honra à Fidelidade’. No entanto, não logrei localizar outros detalhes dessa edição.


A partir daí não mais obtive notícias sobre a realização das interessantes Olimpíadas Botafoguenses, que pelo menos por sete anos consecutivos promoveram uma verdadeira integração de atletas, ex-atletas e associados do Clube e estimularam o surgimento de novos valores para a prática desportiva, em defesa das cores alvinegras.

[Fonte: Revista Botafogo, ‘Boletim Informativo’ do Botafogo de Futebol e Regatas.]

quinta-feira, 25 de março de 2010

Títulos conquistados pelo Botafogo no Futebol na Categoria de Aspirantes

TAÇA FERNANDO LORETTI DE ASPIRANTES (RESERVAS) (*) – 1943
Campanha do campeão, o Botafogo
Turno único
18 / 04 – Botafogo 2 x 1 Flamengo (Laranjeiras).
25 / 04 – Botafogo 1 x 0 América (Laranjeiras).
02 / 05 – Botafogo 4 x 6 Fluminense (São Januário).
09 / 05 – Botafogo 8 x 2 São Cristóvão (Laranjeiras).
16 / 05 – Botafogo 8 x 1 Bonsucesso (Laranjeiras).
22 / 05 – Botafogo 4 x 2 Vasco da Gama (Laranjeiras).
30 / 05 – Botafogo 15 x 1 Bangu (Figueira de Mello).
06 / 06 – Botafogo 4 x 2 Madureira (São Januário).

Jogos: 8; Vitórias: 7; Derrota: 1; Gols Pró: 46; Contra: 15.

Artilheiros: Octávio, 17 gols; Gute, 14; Renê, 6.
Obs.: Faltam os autores de alguns gols.

Os campeões:
Affonso Alves de Faria (Afonsinho).
Álvaro Costa.
Álvaro de Farias.
Antônio Vianna.
Francisco Cid Esteves.
Danilo Maurmann.
Mário Ferreira Garrido.
João Guttemberg da Cruz (Gute).
Hélio da Costa Campos.
Ivan José Macahyba Dias.
Luiz Pereira (Lula).
Octávio Sérgio da Costa Moraes.
Renê Mendonça.
Sylvio Cordeiro Hildebrandt.
Luiz Paulo Neves Tovar.
Waldemar Ferreira.
José Américo de Almeida Filho (Zé Américo).
Técnico?

Fontes: Boletins do Botafogo, Diário da Noite e O Futebol no Botafogo

(*) - A categoria de aspirantes (reservas / suplentes) foi criada em 1941, para aproveitar jogadores juvenis, que estourassem a idade-limite. Mais tarde foi permitida a inclusão de 3 (três) jogadores acima de 23 anos, que era o limite da categoria.

CAMPEONATO CARIOCA DE ASPIRANTES (RESERVAS) – 1944
Campanha do campeão, o Botafogo.
Turno
02 / 07 – Botafogo 13 x 0 Bonsucesso (General Severiano).
09 / 07 – Botafogo 3 x 0 Flamengo (Laranjeiras).
16 / 07 – Botafogo 6 x 0 Bangu (General Severiano).
22 / 07 – Botafogo 0 x 2 Fluminense (Laranjeiras).
30 / 07 – Botafogo 1 x 0 Madureira (General Severiano).
13 / 08 – Botafogo 1 x 0 Vasco da Gama (General Severiano).
20 / 08 – Botafogo 2 x 0 São Cristóvão (General Severiano).
27 / 08 – Botafogo 3 x 1 América (São Januário).
Returno
03 / 09 – Botafogo 6 x 0 Bonsucesso (General Severiano).
10 / 09 – Botafogo 3 x 2 Flamengo (General Severiano).
17 / 09 – Botafogo 4 x 0 Bangu (General Severiano).
24 / 09 – Botafogo 4 x 1 Fluminense (General Severiano).
01 / 10 – Botafogo 3 x 1 Madureira (Conselheiro Galvão).
14 / 10 – Botafogo 0 x 1 Vasco da Gama (São Januário).
22 / 10 – Botafogo 1 x 0 São Cristóvão (São Januário).
28 / 10 – Botafogo 3 x 2 América (General Severiano).

Jogos: 16; Vitórias: 14; Derrotas: 2; Gols Pró: 53; Contra: 10.

Artilheiros:
Ruy Aguiar, 7 gols;
Limoeiro, 6;
Álvaro Farias, 6;
Stênio, 6;
Octávio, 4,
Lula, 4;
Afonsinho, 3;
Franquito, 3;
Tadique, 2;
Bororó, 2;
Renê, 2;
Waldemar, 2;
Galego, 1;
Gute, 1;
Reginaldo, 1;
Braz, 1;
Antoninho, 1;
Hernandez, 1.
Total: 53 gols.

Os campeões:
Affonso Alves de Faria (Afonsinho).
Álvaro de Farias.
Antônio Gaspar (Antoninho).
Josias Silvino de Lima (Bororó).
Braz Perry.
Danilo Maurmann.
José Fernandes de Almeida (Hernandez).
Egydio Pinto da Silva (Limoeiro).
Manoel Ferreira Constantino (Lusitano).
Marcelo de Andrade Arruda.
Octavio Sérgio da Costa Moraes.
Oswaldo Alfredo da Silva “Baliza”.
Reginaldo Antônio Sant'Anna.
Renê Mendonça.
Ruy Nunes Aguiar.
Thadeu Niewoglowski (Tadique).
Stênio Ribeiro do Vale.
Waldemar Ferreira.
Também foram considerados campeões:
Alfredo Mattos Monteiro.
Ary Nogueira César.
Stanislau Rosalinski Filho (Boliviano).
Noé Franco Bentos (Franquito).
Conrado de Oliveira (Galego).
João Guttemberg da Cruz (Gute).
Antônio Rodrigues Laranjeira.
Luiz Pereira (Lula).
Sylvio Cordeiro Hildebrandt.
José Américo de Almeida Filho (Zé Américo).
Técnico: Alfredo Moreira Júnior “Zezé”

Fontes: A Noite, Jornal dos Sports e O Futebol no Botafogo

Classificação do campeonato (PG):
1° Botafogo (campeão), 28
2° Vasco da Gama (vice), 25
3° Fluminense, 24
4° América, 18
5° São Cristóvão, 16
6° Flamengo, 13
Madureira, 13
8° Bangu, 5
9° Bonsucesso, 2

Fonte: Diário da Noite

CAMPEONATO CARIOCA DE ASPIRANTES (RESERVAS) – 1945
Campanha do bicampeão, o Botafogo.
Turno
07 / 07 – Botafogo 10 x 1 Bonsucesso (General Severiano).
Gols do Botafogo: Oswaldinho (4), Octávio (2), Zé Américo (2) e Gute (2).
15 / 07 – Botafogo 4 x 2 Manufatura (Campo do Manufatura, estádio Klabin).
Gols do Botafogo: Oswaldinho (2), Octávio e Izaltino.
21 / 07 – Botafogo 4 x 1 Fluminense (General Severiano).
Gols do Botafogo: Demósthenes, Octávio e Lula (2).
28 / 07 – Botafogo 3 x 0 Madureira (Conselheiro Galvão).
Gols: Izaltino (2) e Oswaldinho.
05 / 08 – Botafogo 5 x 1 Olaria (Cândido Silva).
Gols do Botafogo: Octávio (3), Oswaldinho e Izaltino.
11 / 08 – Botafogo 2 x 4 Vasco da Gama (São Januário).
Gols do Botafogo: Lula e Oswaldinho.
18 / 08 – Botafogo 13 x 1 Bangu (General Severiano).
Gols do Botafogo: Octávio (4), Demósthenes (3), Oswaldinho (2), Izaltino (2) e Lula (2).
25 / 08 – Botafogo 4 x 2 Flamengo (São Januário).
Gols do Botafogo: Zarcy, Lula, Octávio e Izaltino.
02 / 09 – Botafogo 6 x 1 Andarahy (General Severiano).
Gols do Botafogo?
08 / 09 – Botafogo 1 x 1 São Cristóvão (Laranjeiras).
Gol do Botafogo: Lula.
15 / 09 – Botafogo 4 x 0 América (General Severiano).
Gols: Izaltino (2), Gute e Oswaldinho.
Returno
22 / 09 – Botafogo 2 x 1 Bonsucesso (Teixeira de Castro).
Gols do Botafogo: Oswaldinho e Demósthenes.
29 / 09 – Botafogo 5 x 0 Manufatura (General Severiano).
Gols: Izaltino (2), Geninho (2) e Afonsinho.
06 / 10 – Botafogo 1 x 1 Fluminense (Laranjeiras).
Gol do Botafogo: Oswaldinho.
13 / 10 – Botafogo 4 x 3 Vasco da Gama (General Severiano).
Gols do Botafogo: Limoeiro, Izaltino, Demósthenes e Octávio.
20 / 10 – Botafogo 5 x 4 Madureira (General Severiano).
Gols: Octávio (2), Izaltino (2) e Oswaldinho.
27 / 10 – Botafogo 2 x 0 Flamengo (Gávea-Lagoa).
Gols: Limoeiro (2).
03 / 11 – Botafogo 6 x 0 Bangu (Rua Ferrer).
Gols: Demósthenes (3), Papetti, Limoeiro e Gérson.
10 / 11 – Botafogo 5 x 0 São Cristóvão (General Severiano).
Gols: Limoeiro (3), Izaltino e Demósthenes.
15 / 11 – Botafogo 3 x 1 América (Campos Salles).
Gols do Botafogo: Oswaldinho, Demósthenes e Limoeiro.
18 / 11 – Botafogo 7 x 1 Olaria (General Severiano).
Gols do Botafogo: Limoeiro (4), Afonsinho, Izaltino e Oswaldinho.
28 / 11 – Botafogo 7 x 0 Andarahy (Campos Salles).
Gols: Gute (4), Demósthenes (2) e Oswaldinho.

Fontes: A Noite e Jornal dos Sports

Jogos: 22; Vitórias: 19; Empates: 2; Derrota: 1; Gols Pró, 103; Contra: 25.

Artilheiros: Oswaldinho, 18 gols; Izaltino, 16; Octávio, 15; Demósthenes, 13; Limoeiro, 12; Gute, 7; Lula, 7; Zé Américo, 2; Geninho, 2; Afonsinho, 2; Zarcy, 1; Papetti, 1; Gérson, 1. Total: 97 gols. Faltam autores de 6 (seis) tentos contra o Andarahy.

Os bicampeões:
Affonso Alves de Faria (Afonsinho).
Alfredo Mattos Monteiro.
Antônio Gaspar (Antoninho).
Stanislau Rosalinski Filho (Boliviano).
Francisco Cid Esteves.
Demósthenes César da Silva.
Henrique Fernandes Torquato (Dunga).
Ephigênio de Freitas Bahiense (Geninho).
Gérson dos Santos.
João Guttemberg da Cruz (Gute).
Hélio da Costa Campos.
Izaltino Dionísio do Nascimento.
Antônio Rodrigues Laranjeira.
Egydio Pinto da Silva (Limoeiro).
Luiz Pereira (Lula).
Manoel Ferreira Constantino (Lusitano).
Jamyr Sueiros (Macaé).
Waldyr do Espírito Santo (Negrinhão).
Octavio Sérgio da Costa Moraes.
Oswaldo Alfredo da Silva “Baliza”.
Oswaldo Pinho de Castro (Oswaldinho).
Hector Papetti.
Américo Alfredo Espinelli (Spinelli).
Ruy Ramos da Silva.
Waldemar Ferreira.
Walter Fazzoni.
Zarcy Morse de Moraes.
José Américo de Almeida Filho (Zé Américo).
Técnico: Togo Renan Soares “Kanela”

Fonte: O Futebol no Botafogo

BOTAFOGO, BICAMPEÃO CARIOCA DE ASPIRANTES (RESERVAS) DA PRIMEIRA DIVISÃO (1ª CATEGORIA) – 1944-1945

Classificação do campeonato (PG), 1ª Divisão, 1ª Categoria:
1° Botafogo (bicampeão), 40
2° Vasco da Gama (vice), 37
3° Fluminense, 29
Madureira, 29
5° Flamengo, 26
6° América, 23
7° Manufatura, 22
8° Olaria, 18
9° Bonsucesso, 15
10° São Cristóvão, 12
11° Bangu, 8
12° Andarahy, 5

Fonte: Diário de Notícias

CAMPEONATO CARIOCA DE ASPIRANTES (RESERVAS) – 1958
Campanha do campeão, o Botafogo.
Turno
13 / 07 – Botafogo 3 x 2 Fluminense (Maracanã).
Gols do Botafogo: China (2) e Neyvaldo.
26 / 07 – Botafogo 3 x 0 São Cristóvão (Maracanã).
Gols: Garrinchinha, China e Édison.
02 / 08 – Botafogo 5 x 1 Olaria (General Severiano).
Gols do Botafogo: Rossi, Édison, Luiz Carlos, China e Garrinchinha.
10 / 08 – Botafogo 3 x 1 Bangu (Maracanã).
Gols do Botafogo: de Garrinchinha, Rossi e Édison.
15 / 08 – Botafogo 0 x 0 Bonsucesso (General Severiano).
23 / 08 – Botafogo 4 x 0 Portuguesa (Maracanã).
Gols: Amoroso (2), Luiz Carlos e Ademar.
30 / 08 – Botafogo 2 x 1 Flamengo (Maracanã).
Gols do Botafogo: Amoroso e Ademar.
05 / 09 – Botafogo 3 x 1 América (Maracanã).
Gols do Botafogo: China (2) e Amoroso.
14 / 09 – Botafogo 2 x 1 Canto do Rio (General Severiano).
Gols do Botafogo: Amoroso e China.
21 / 09 – Botafogo 1 x 0 Madureira (General Severiano).
Gol: China.
28 / 09 – Botafogo 3 x 2 Vasco da Gama (Maracanã).
Gols do Botafogo: Amoroso, Neyvaldo e Ronald.
Returno
05 / 10 – Botafogo 2 x 0 Bonsucesso (Teixeira de Castro).
Gols: China e Amarildo.
12 / 10 – Botafogo 1 x 0 Madureira (Laranjeiras).
Gol: Neyvaldo.
18 / 10 – Botafogo 4 x 2 Olaria (Laranjeiras).
Gols do Botafogo: de Neyvaldo (2), Rossi e Amarildo.
25 / 10 – Botafogo 4 x 0 Portuguesa (General Severiano).
Gols: Garrinchinha, Bruno, Amarildo e China.
01 / 11 – Botafogo 3 x 1 Canto do Rio (Maracanã).
Gols do Botafogo: Amoroso (2) e China.
09 / 11 – Botafogo 3 x 1 Flamengo (Maracanã).
Gols do Botafogo: Amarildo, Bruno e Amoroso.
15 / 11 – Botafogo 1 x 1 Bangu (Maracanã).
Gol do Botafogo: Amarildo.
22 / 11 – Botafogo 2 x 0 Fluminense (Maracanã).
Gols: Amoroso (2).
30 / 11 – Botafogo 3 x 0 América (Maracanã).
Gols: Bruno (3).
07 / 12 – Botafogo 1 x 0 Vasco da Gama (Maracanã).
Gol: Ney Rosa.
13 / 12 – Botafogo 2 x 1 São Cristóvão (Maracanã).
Gols do Botafogo: Rossi (2).

Jogos: 22; Vitórias: 20; Empates: 2; Gols Pró: 55; Contra: 15.

Artilheiros: Amoroso, 11 gols; China, 11; Neyvaldo, 5; Rossi, 5; Amarildo, 5; Bruno, 5; Garrinchinha, 4; Édison, 3; Luiz Carlos, 2; Ademar, 2; Ronald, 1: Ney Rosa, 1. Total: 55 gols.

Time que venceu o Fluminense por 2 a 0 em 22-11, e, por antecipação, foi campeão:
Amaury, Zé Carlos, Lucas e Ademar; Ayrton e Paulistinha; Garrinchinha, Rossi, Amoroso, Amarildo e Bruno. Técnico: Paulo Amaral. Gols: Amoroso (2).

O fabuloso elenco, campeão invicto de 1958

Os campeões:
Paulistinha – Oswaldo Sampaio Júnior, 21 jogos.
Ademar de Almeida, 19.
Ayrton Povill dos Santos, 18.
Osvaldo Rossi, 18.
Garrinchinha – José Domingos Lopes de Mattos, 15.
Amarildo Tavares da Silveira, 15.
José Benedito Lucas de Oliveira, 15.
Adalberto Leite Martins, 13.
China – José Ricardo da Silva, 13.
José Amoroso Filho, 12.
Zé Carlos – José Carlos da Silva Moraes, 12.
Neyvaldo Pinto Carvalho, 11.
Bruno Carlo Siciliano, 11.
Beto – Alberto Pereira Pires, 10.
Amaury Fonseca, 9.
Ney Rosa, 5.
Édison de Assis Pinto Filho, 5.
Domício – Noel Vinício da Costa, 4.
Édison de Campos Martins, 4.
José Cesário, 4.
Luiz Carlos Cunha, 3.
Ronald Alzuguir, 2.
Jorginho – Jorge Quaresma de Lima, 2.
José Manuel Augusto "Macarrão", 1.
Técnico: Paulo Lima Amaral.

Fonte: Boletim do Botafogo

CAMPEONATO CARIOCA DE ASPIRANTES (RESERVAS) – 1959
Campanha do bicampeão, o Botafogo.
Turno
18 / 07 – Botafogo 3 x 1 Portuguesa (Maracanã).
Gols do Botafogo: Neyvaldo, Édison e Amoroso.
26 / 07 – Botafogo 3 x 2 Bangu (Maracanã).
Gols do Botafogo: Ademar, Amarildo e Édison.
01 / 08 – Botafogo 4 x 1 Bonsucesso (Maracanã).
Gols do Botafogo: Amoroso (2), Édison e China.
08 / 08 – Botafogo 5 x 2 Madureira (Laranjeiras).
Gols do Botafogo: Édison (2), Amarildo (2) e Bruno.
16 / 08 – Botafogo 3 x 2 América (Maracanã).
Gols do Botafogo: Amoroso, Bruno e Amarildo.
22 / 08 – Botafogo 3 x 0 Olaria (Maracanã).
Gols: Bruno, Amoroso e Geraldo “Leão”.
29 / 08 – Botafogo 1 x 0 Vasco da Gama (Maracanã).
Gol: Amarildo.
05 / 09 – Botafogo 1 x 0 Canto do Rio (Maracanã).
Gol: Édison.
13 / 09 – Botafogo 0 x 0 Fluminense (Maracanã).
26 / 09 – Botafogo 4 x 1 São Cristóvão (Laranjeiras).
Gols do Botafogo: Édison (2), Amoroso e Amarildo.
03 / 10 – Botafogo 0 x 0 Flamengo (Maracanã).
Obs.: O Botafogo ganhou os pontos. Considera-se BFR 1 x 0 CRF. O jogador Milton Copolillo, do Flamengo, estava irregular como incurso no art. 208 do Código de Futebol pela inclusão dele na partida contra o Botafogo sem a carteira de identidade que é (era) ato obrigatório por lei.
Fontes: Jornal dos Sports, de 08-10-1959 e O Globo
O Tribunal em 16-10-1959, por 5 votos contra 2, resolveu punir o Flamengo com a perda dos pontos.
Fonte: Jornal dos Sports, de 17-10-1959

BOTAFOGO 0 x 0 FLAMENGO
Data: 03 / 10 / 1959
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Árbitro: Nerinton Versiani Boechart
Competição: Campeonato Carioca de Aspirantes
Botafogo: Adalberto, Cetale e Florindo; Marcelo, Augusto Macarrão e Ademar; Neyvaldo, Rossi, Amoroso, Édison e Amarildo
Flamengo: Ari, Marinho, Milton Copolillo e Vanderlei; Bolero e Rico; Roberto, Adalberto, Manoelzinho, Humberto e Alfredinho
Fonte: Jornal dos Sports, de 05-10-1959

Returno
10 / 10 – Botafogo 5 x 0 Portuguesa (Maracanã).
Gols: Neyvaldo (3) e Amoroso (2).
17 / 10 – Botafogo 2 x 2 Olaria (Maracanã).
Gols do Botafogo: Amoroso (2).
25 / 10 – Botafogo 0 x 1 Flamengo (Maracanã).
Obs.: Nesse jogo o Botafogo perdeu a invencibilidade de 54 partidas.
31 / 10 – Botafogo 2 x 0 Madureira (Maracanã).
Gols: Amoroso (2).
07 / 11 – Botafogo 3 x 0 Bonsucesso (Laranjeiras).
Gols: Amoroso (2) e Rossi.
15 / 11 – Botafogo 1 x 0 Vasco da Gama (Maracanã).
Gol: Amoroso.
20 / 11 – Botafogo 5 x 0 Canto do Rio (General Severiano).
Gols: Amoroso (5).
29 / 11 – Botafogo 0 x 0 América (Maracanã).
05 / 12 – Botafogo 3 x 0 São Cristóvão (General Severiano).
Gols: Amoroso (2) e Orlando Frisoni.
13 / 12 – Botafogo 2 x 1 Bangu (Maracanã).
Gols do Botafogo: Amoroso e Bruno.
20 / 12 – Botafogo 1 x 0 Fluminense (Maracanã).
Gol: Tião Macalé.

DECISÃO DO CAMPEONATO – “MELHOR DE TRÊS”

BOTAFOGO 0 x 1 VASCO DA GAMA
Data: 26 / 12 / 1959
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Árbitro: Aírton Vieira de Moraes
Competição: Campeonato Carioca de Aspirantes/Reservas (decisão)
Gol: Marcelo, contra, ao 1° minuto (1° tempo)
Botafogo: Adalberto (1), Marcelo (4), Cetale (2) e Ademar (6); Ayrton (5) e Paulistinha (3); Bruno (7), Geninho (8), Amoroso (9), Amarildo (10) e Zagallo (11). Técnico: Paulo Amaral
Vasco da Gama: Miguel (1), Brito (4), Viana (2) e Dario (6); Russo (5) e Barbosinha (3); Teotônio (7), Roberto Pinto (8), Cabrita (9), Valdemar (10) e Roberto Peniche (11). Técnico: Yustrich
Obs.: Brito, aos 30’ do 1° tempo, por ofensas morais ao árbitro e Marcelo, aos 16’ do 2° tempo, por jogo violento, foram expulsos.

BOTAFOGO 2 x 1 VASCO DA GAMA
Data: 30 / 12 / 1959
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Árbitro: Guálter Portela Filho
Competição: Campeonato Carioca de Aspirantes/Reservas (decisão)
Gols: Roberto Pinto, aos 9’ e Amoroso, aos 29’ (1° tempo); Amoroso, aos 43’ (2° tempo)
Botafogo: Adalberto (1), Marcelo (4), Cetale (2), Paulistinha (3) e Ademar (6); Ayrton (5) e Tião Macalé (8); Bruno (7), Amoroso (9), Édison (10) e Amarildo (11). Técnico: Paulo Amaral
Vasco da Gama: Miguel (1), Dario (4), Viana (2), Barbosinha (3) e Russo (6); Nivaldo (5) e Roberto Pinto (8); Teotônio (7), Cabrita (9), Valdemar (10) e Roberto Peniche (11). Técnico: Yustrich
Obs.: 1) O jogo foi paralisado por 10 minutos para recuperação de Miguel, atingido involuntariamente por Amoroso. Como não se recuperou, Cabrita foi para o arco aos 17’ do 2° tempo; 2) Roberto Pinto cobrou um pênalti no travessão, aos 20’ do 2° tempo.

BOTAFOGO 2 x 1 VASCO DA GAMA
Data: 02 / 01 / 1960
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Árbitro: Eunápio Gouveia de Queiroz
Assistentes: Válter Soares e Mário Silva Ribeiro
Competição: Campeonato Carioca de Aspirantes/Reservas (decisão)
Gols: 1° tempo – 0 a 0; 2° tempo – 0 a 0; Prorrogação de 30 minutos – Botafogo 2 a 1, Cabrita, aos 4’, Amoroso, de pênalti, aos 8’ e Amoroso, aos 12’
Botafogo: Ernâni (1), Marcelo (4), Cetale (2) e Ademar (6); Ayrton (5) e Paulistinha (3); Bruno (7), Tião Macalé (8), Amoroso (9), Édison (10) e Amarildo (11). Técnico: Paulo Amaral
Vasco da Gama: Ita (1), Dario (4), Viana (2) e Russo (6); Brito (5) e Barbosinha (3); Teotônio (7), Roberto Pinto (8), Cabrita (9), Valdemar (10) e Roberto Peniche (11). Técnico: Yustrich

Jogos: 25; Vitórias: 20; Empates: 3; Derrotas: 2; Gols Pró, 55; Contra: 16.

BOTAFOGO, BICAMPEÃO CARIOCA DE ASPIRANTES/RESERVAS (1958-1959)

Artilheiros: Amoroso, 27; Édison, 8; Amarildo, 6; Neyvaldo, 4; Bruno, 4; Ademar, 1; China, 1; Geraldo “Leão”, 1; Rossi, 1; Orlando Frisoni, 1; Tião Macalé, 1. Total: 55 gols.

Os bicampeões:
Ademar de Almeida, 24 jogos.
Paulistinha – Oswaldo Sampaio Júnior, 24.
José Amoroso Filho, 23.
Marcelo Garcia Masine, 22.
José Ortiz Cetale, 21.
Édison de Assis Pinto Filho, 21.
Adalberto Leite Martins, 19.
Bruno Carlo Siciliano, 17.
Neyvaldo Pinto Carvalho, 17.
Amarildo Tavares da Silveira, 15.
Ayrton Povill dos Santos, 14.
Osvaldo Rossi, 10.
José Manuel Augusto "Macarrão", 8.
Orlando Frisoni, 8.
Tião Macalé – Sebastião dos Santos, 7.
Ernâni Ribeiro Guimarães, 6.
Jorge “Perninha” – Jorge de Carvalho, 4.
José Benedito Lucas de Oliveira, 4.
China – José Ricardo da Silva, 2.
Geninho – Jenisson de Oliveira Santos, 2.
Ronald Alzuguir, 2.
Mário Jorge Lobo Zagallo, 2.
Florindo – Flávio Pinho, 1.
Américo Pampolini Filho, 1.
Geraldo Sapha Carneiro “Leão”, 1.
Total: 25 jogadores.
Técnico: Paulo Lima Amaral.

Fontes: Boletim do Botafogo e O Globo

TAÇA ANTÔNIO GOMES DE AVELLAR DE ASPIRANTES (RESERVAS) – 1961
Campanha do campeão, o Botafogo.
Turno único
03 / 08 – Botafogo 2 x 1 Olaria (Maracanã).
06 / 08 – Botafogo 1 x 2 Bangu (Maracanã).
10 / 08 – Botafogo 2 x 0 Madureira (Laranjeiras).
13 / 08 – Botafogo 1 x 0 Portuguesa (Laranjeiras).
17 / 08 – Botafogo 3 x 2 Vasco da Gama (Maracanã).
20 / 08 – Botafogo 4 x 0 São Cristóvão (São Januário).
27 / 08 – Botafogo 2 x 1 América (Maracanã).
02 / 09 – Botafogo 7 x 0 Bonsucesso (Maracanã).
10 / 09 – Botafogo 2 x 0 Flamengo (Maracanã).
14 / 09 – Botafogo 2 x 0 Canto do Rio (Laranjeiras).
24 / 09 – Botafogo 2 x 1 Fluminense (Maracanã).
Botafogo: Lamin, Cetale e Wilton, Décio Leal, Augusto Macarrão e Rildo; Iroldo, Luiz Carlos França, Tião Macalé, Orlando Frisoni e Sidney. Gols: Iroldo (2).

Jogos: 11; Vitórias: 10; Derrota: 1; Gols Pró: 28; Contra: 7.

Artilheiros: Amoroso, 12 gols; Tião Macalé, 4; Luiz Carlos França, 4; Neyvaldo, 3; Édison, 2; Iroldo, 2; Orlando Frisoni, 1. Total: 28 gols.

Fontes: Boletim do Botafogo e Jornal dos Sports

Os campeões:
José Ortiz Cetale, 10 jogos.
Édison de Assis Pinto Filho, 10.
Luiz Carlos França, 10.
Paulistinha – Oswaldo Sampaio Júnior, 10.
Ademar de Almeida, 9.
José Amoroso Filho, 7.
Sidney Magalhães, 7.
Tião Macalé – Sebastião dos Santos, 7.
Chicão – Francisco Amâncio dos Santos, 6.
José Manuel Augusto “Macarrão”, 5.
Neyvaldo Pinto de Carvalho, 5.
Orlando Frisoni, 5.
Adalberto Leite Martins, 4.
Iroldo de Oliveira Rodrigues, 4.
João Lamin dos Santos, 4.
Rildo da Costa Menezes, 4.
Ayrton Povill dos Santos, 3.
Dequinha – José Mendonça dos Santos, 3.
Wilton Alves Ferreira, 3.
Amaury Fonseca, 2.
Adevaldo Virgílio Netto, 1.
Décio Leite Leal, 1.
Ernâni Ribeiro Guimarães, 1.
Técnico: Marinho Rodrigues de Oliveira.

CAMPEONATO CARIOCA DE ASPIRANTES (RESERVAS) – 1965
Campanha do campeão, o Botafogo.
Turno
15 / 09 – Botafogo 5 x 1 Portuguesa (General Severiano).
Gols do Botafogo: Turcão, Nílton (contra), em centro de Arthur, Arthur (2) e Zezé.
22 / 09 – Botafogo 2 x 0 América (Maracanã).
Gols do Botafogo: Turcão e Zezé.
26 / 09 – Botafogo 2 x 0 Fluminense (Maracanã).
Gols do Botafogo: Zezé (2).
10 / 10 – Botafogo 0 x 0 Bonsucesso (Teixeira de Castro).
17 / 10 – Botafogo 2 x 1 Vasco da Gama (Maracanã).
Gols do Botafogo: Zezé e Jorge Andrade (contra).
23 / 10 – Botafogo 2 x 1 Bangu (Maracanã).
Gols do Botafogo: Zezé e Sicupira.
31 / 10 – Botafogo 1 x 1 Flamengo (Maracanã).
Gol do Botafogo: Zezé.
Returno
03 / 11 – Botafogo 3 x 1 Portuguesa (Laranjeiras).
Gols do Botafogo: Zélio (2) e Sicupira.
07 / 11 – Botafogo 2 x 1 América (Maracanã).
Gols do Botafogo: Zezé e Ayrton.
13 / 11 – Botafogo 0 x 1 Fluminense (Maracanã).
27 / 11 – Botafogo 5 x 3 Bonsucesso (Maracanã).
Gols do Botafogo: Roberto Abrussezze (2), Zezé (2) e Sicupira.
04 / 12 – Botafogo 1 x 0 Vasco da Gama (Maracanã).
Gol: Roberto Abrussezze.
11 / 12 – Botafogo 3 x 0 Bangu (Maracanã).
Gols: Zélio, Élton e Humberto.
19 / 12 – Botafogo 0 x 0 Flamengo (Maracanã).

BOTAFOGO 0 x 0 FLAMENGO
Data: 19 / 12 / 1965
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Público: 76.205
Árbitro: Nivaldo dos Santos
Competição: Campeonato Carioca de Aspirantes/Reservas
Botafogo: Hélio Dias, Mura, Chiquinho Pastor, Adevaldo e Dimas; Élton e Ayrton; Zélio, Humberto, Afonsinho e Roberto Abrussezze. Técnico: Admildo Chirol
Flamengo: Franz, Mário Braga, Itamar, Paulo Lumumba e Leon; Jarbas e Juarez; Paulo Alves, César, Fio e Osmar. Técnico: Newton Canegal

Jogos: 14; Vitórias: 10; Empates: 3; Derrota: 1; Gols Pró, 28; Contra: 10.

Artilheiros: Zezé, 10 gols; Sicupira, 3; Roberto Abrussezze, 3; Zélio, 3; Arthur, 2; Turcão, 2; Ayrton, 1; Élton, 1; Humberto, 1; Nílton (contra), 1; Jorge Andrade (contra), 1. Total: 28 gols.


Os campeões:
Francisco Jesus Fernandes (Chiquinho Pastor), 13 jogos.
José Francisco Gomes Filho (Zezé), 12.
Zélio Joaquim Machado, 12.
Élton Fensterseifer, 11.
Ayrton Povill dos Santos, 10.
Ciro Moura Silva, 10.
Dimas Filgueiras Filho, 9;
Afonso Celso Garcia Reis (Afonsinho), 7.
Carlos Alberto Lopes, 7.
Ismael Moreira Braga, 7.
Roberto Abrussezze, 7.
Luiz Carlos Pires de Queiroz (Cao), 6.
Arthur José Teixeira, 6.
Paulo Roberto Gonçalves (Turcão), 5.
Hélio Dias de Oliveira, 5.
Barcímio Sicupira Júnior, 5.
Maurício Pereira Barros (Mura), 4.
Rui Amoroso, 4.
Carlos Vianna Ribeiro, 3.
Adevaldo Virgílio Netto, 3.
Humberto André Rêdes Filho, 3.
Benedito Israel Ribeiro (Canavieira), 2.
Marcos José de Souza, 1.
Othon Valentim Filho, 1.
Maurício Vandesteen de Carvalho, 1.
Técnicos: Mário Jorge Lobo Zagallo (5 jogos) e Admildo de Abreu Chirol (9 jogos).

Fonte: Jornal dos Sports

CAMPEÕES CARIOCAS DE ASPIRANTES / RESERVAS / SUPLENTES (1ª DIVISÃO):
1941 – Fluminense
1942 – Vasco da Gama
1943 – Vasco da Gama
1944 – Botafogo
1945 – Botafogo
1946 – Vasco da Gama
1947 – Vasco da Gama
1948 – Vasco da Gama
1949 – Vasco da Gama
1950 – Bangu
1951 – Fluminense
1952 – Fluminense
1953 – Fluminense
1954 – Fluminense
1955 – Flamengo
1956 – Flamengo
1957 – Fluminense
1958 – Botafogo
1959 – Botafogo
1960 – Vasco da Gama
1961 – Vasco da Gama
1962 – Fluminense
1963 – Fluminense
1964 – Vasco da Gama
1965 – Botafogo
1966 – Vasco da Gama
1967 – Vasco da Gama
1968 – América
1969 – Não foi realizado
1970 – Flamengo

Fonte: Jornal dos Sports

[Pesquisa de Claudio Falcão, Pedro Varanda e Rui Moura.]

terça-feira, 23 de março de 2010

Jogadores de Futebol Estrangeiros que atuaram pelo Botafogo

compilado por Claudio Falcão

A propósito da chegada ao Botafogo, no corrente ano, do goleador do selecionado uruguaio Sebastián ‘El Loco’ Abreu e do habilidoso atacante argentino Germán Herrera, julguei oportuno republicar uma relação de futebolistas estrangeiros que jogaram pelo Glorioso. Tal relação já foi publicada no blog Mundo Botafogo, em 11 de novembro de 2008, quando a mais recente aquisição de estrangeiro era a do argentino Leandro Zárate.

Não tenho a pretensão de que seja uma listagem ‘completa’, mesmo porque não contempla os atletas britânicos que atuaram nos primórdios do Botafogo Football Club, mas creio que seja bastante abrangente.

Segue a relação, com 44 jogadores:

1 - Vieira - Portugal - Atacante - 1913
2 - Beheregaray - Argentina (ou Uruguai ?) - Atacante - 1918
3 - Monti - Argentina (ou Uruguai ?) - Zagueiro - 1918
4 - Ruiz - Argentina - Atacante - 1924
5 - Gutiérrez - Uruguai - Atacante - 1936
6 - Chemp - Ucrânia - Atacante - 1937
7 - Engel - Alemanha - Meia-direita - 1938
8 - Graham Bell - Uruguai - Zagueiro - 1939
9 - Santamaria - Argentina - Centro-médio - 1941
10 - González - Argentina - Atacante - 1942
11 - Diaz - Argentina - Atacante - 1943
12 - Cid - Espanha - Médio-esquerdo - 1944
13 - Franquito - Uruguai - Ponta-esquerda - 1944
14 - Laidlaw - Argentina - Zagueiro - 1944
15 - Papetti - Argentina - Centro-médio - 1944
16 - Valsecchi - Argentina - Atacante - 1944
17 - Spinelli - Argentina - Centro-médio - 1945
18 - Pakosdi - Hungria - Meio-campo - 1946
19 - Carvallo - Paraguai - Zagueiro - 1947
20 - Rogério Lantres - Portugal - Ponta-esquerda - 1947
21 - Basso, Oscar - Argentina - Zagueiro - 1950
22 - Bravo - Argentina - Atacante - 1952
23 - Alarcón - Argentina - Meia-esquerda - 1955
24 - Lugano - Argentina - Goleiro - 1955
25 - Cañete - Paraguai - Ponta-esquerda - 1956
26 - Pereyra Natero - Uruguai - Goleiro - 1956
27 - Fischer, Rodolfo - Argentina - Atacante - 1972
28 - Alvez, Fernando - Uruguai - Goleiro - 1987
29 - De Lima - Uruguai - Atacante - 1987
30 - Varela - Uruguai - Atacante - 1988
31 - De León, Hugo - Uruguai - Zagueiro - 1991
32 - Niño, Eduardo - Colômbia - Goleiro - 1993
33 - Niki - Uruguai - Atacante - 1995
34 - Tony - Canadá - Zagueiro - 2000
35 - Ciurlizza - Peru - Meio-campo - 2001
36 - Millar, Claudio - Uruguai - Atacante - 2001
37 - Vlad - Iugoslávia - Meio-campo - 2001
38 - Estevez, Raúl - Argentina - Atacante - 2004
39 - Castillo - Uruguai - Goleiro - 2008
40 - Escalada - Argentina - Atacante - 2008
41 - Ferrero, Alexis - Argentina - Zagueiro - 2008
42 - Zárate, Leandro - Argentina - Atacante - 2008
43 - Abreu, Sebastián - Uruguai - Atacante - 2010
44 - Herrera, Germán - Argentina - Atacante - 2010

segunda-feira, 22 de março de 2010

O Botafogo no Voleibol Adulto Feminino

por Claudio Falcão

O voleibol adulto feminino do Botafogo não obteve através dos tempos o mesmo sucesso que o masculino. Ainda assim conquistou o campeonato carioca/estadual por oito vezes (1939-1940, 1946-1947-1948, 1950, 1964 e 1995), muito embora o site da Federação só relacione as duas últimas conquistas. Esse assunto foi por mim abordado em http://datafogo.blogspot.com/2010/02/os-titulos-esquecidos-do-voleibol.html. Seria de todo louvável que a FEVERJ revisse seus arquivos e incluísse os seis primeiros títulos no rol de campeonatos do Botafogo.

E também por seis vezes o nosso Feminino conquistou o Torneio de Apresentação dos chamados Primeiros Quadros (1940, 1945, 1948-1949, 1965-1966).

No presente artigo estão mencionados os elencos campeões de 1964 e 1995.

Em 1964 a conquista das moças do Glorioso foi concretizada com a vitória obtida a 25/06 sobre o Fuminense por 3 sets a 1 (15x12, 15x13, 8x15 e 15x8), aliás a única equipe a nos derrotar na competição, na partida do turno (2 x 3). Contando com a direção técnica de Nininho, sagraram-se campeãs cariocas as atletas Ana Célia Aranha Pinto Lowndes, Betty, Elma, Eunice Rondino, Francesca, Geórgia Vieira Santos (Géo), Isaura Marly Gama Álvares (Marly), Ivany Rondino, Márcia, Marilda de Araújo Gonçalves, Rita, Sônia e Carmem Valéria.


Elenco de 1964: em pé - técnico Nininho e as atletas
Géo, Marly, Elena, Betty, Rita, Eunice, Ivany e Márcia;
agachadas - Ana Célia, Marilda, Sônia e Francesca


Da esquerda para a direita, Géo, uma convidada,
Eunice Rondino com o troféu e Marly

Em 1995, comandadas pelo treinador Marcelo Bencardino, estas foram as atletas campeãs: Ana Maria Richa (de volta ao clube que a projetou), Claudinha, Joselene, Karla, Márcia Cristancho, Marina, Mayra, Roberta Jardim e Sabrina.

No mesmo ano essa equipe, reforçada pelas atletas Janina Déia Chagas da Conceição, integrante da seleção brasileira e ex-E.C. Pinheiros (SP) e Raquel, ex-C.R. Flamengo, conquistou numa seletiva em Belo Horizonte a única vaga do Rio de Janeiro para a disputa da Superliga Nacional de Voleibol, que contou com mais nove agremiações. Segundo pesquisas que fiz, salvo investigação mais apurada, essa foi a quarta vez que o voleibol feminino adulto botafoguense participou de uma competição nacional.

Elenco de 1995, para a disputa da Superliga Nacional

A primeira foi em 1973, na disputa do Troféu Brasil de Clubes Campeões e Vice-campeões, quando nos classificamos em quarto lugar, com o seguinte elenco: Regina Vilella dos Santos, Irene Coutinho, Rosita Garcia Madalen, Liany Maria, Nadir Alves Fernandes da Rosa, Rosemarie Else, Rejane de Castro Neves, Alice Maria, Maria Elizabeth Brauer (Beth), Laura Renault de Oliveira Travassos, Ruthnalda e Maria Isabel Brazil Protásio.

A segunda foi em 1983, na competição então denominada de Campeonato Brasileiro/Copa Marlboro, quando o Alvinegro alcançou a terceira fase da disputa, o que lhe garantiu situar-se entre as nove melhores equipes adultas do Brasil, não conseguindo, no entanto, a classificação para as semifinais. Seu técnico era o ex-jogador Marco Aurélio Motta, sendo o grupo composto basicamente por atletas juvenis, destacando-se Ana Richa, então com 16 anos, a qual voltaria a competir pelo Clube em 1995. Também participaram desse campeonato as atletas Adriana Samuel e Denise Ferreira Souza, que mais tarde foram companheiras de Ana Richa na seleção nacional, completando o sexteto base com Andréa, Cláudia Richa e Fátima. Algumas suplentes eram Simone, Magali, Liliane e Andreinha.

A terceira foi em 1991/1992, agora na Liga Nacional, após habilitar-se em uma seletiva, tendo na equipe base as atletas Jacqueline Torelli, Ellen Miranda da Costa, Denise (a mesma de 1983), Roseli Ana Timm, Maria Patrícia Marques Santos e Regina Vilella (a mesma de 1973), sob o comando do técnico Cláudio Lopes. A seguir, para a disputa da Liga com mais sete agremiações, chegaram Ana Margarida Álvares (Ida), da seleção brasileira, Ricarda Raquel Barbosa Lima, Ingrid de Oliveira Gomes, Fernanda Mascigrande e Cristina, saindo Jacqueline Torelli e assumindo a direção técnica o experiente Jorge Bittencourt. Desconheço, no entanto, a classificação final do Glorioso.

Elenco para a disputa da Liga Nacional 1991/92

[Fontes: Botafogo F.R., Revista Botafogo, Jornal do Brasil, O Globo, Diário Mercantil e Diário da Tarde (Juiz de Fora) e Jornal dos Sports.]

domingo, 21 de março de 2010

Atletas Médicos do Botafogo em Outros Esportes

por Claudio Falcão

Depois de redigir artigos sobre ex-jogadores de futebol do Botafogo que se graduaram em Medicina e em outras carreiras de nível superior, lembrei-me daqueles que competiram nos chamados esportes olímpicos pelo Glorioso e que depois se dedicaram à profissão médica. Seguem pequenas biografias sobre eles.

Nova Monteiro


José Albano da Nova Monteiro, o ‘Baiano’, nasceu em Salvador (BA) a 16 de janeiro de 1918. Foi atleta de remo e de polo aquático ainda na época do C.R. Botafogo, pelo qual foi campeão carioca nesse último esporte em 1942, constituindo-se no derradeiro título conquistado pelo Botafogo de Regatas antes da fusão com o BFC. Do ‘Regatas’ recebeu as láureas de emérito em 1938 e de benemérito em 1942. Concluiu seu curso de Medicina em dezembro de 1941. Já em 1946-47 esteve à frente do departamento médico do BFR, tendo em 1948, na gestão de Carlos (Carlito) Martins da Rocha, passado à direção do departamento de remo. Na presidência de Rivadávia Tavares Corrêa Meyer (1973-1975) foi vice-presidente médico. Especializou-se em Ortopedia, tendo sido considerado o ‘papa’ da especialidade no Brasil. Criou o serviço de Ortopedia do Hospital Municipal Miguel Couto, sendo o seu chefe durante muitos anos, bem como diretor do hospital em duas ocasiões. Era membro da Academia Nacional de Medicina. Distinguido com a grande benemerência do Botafogo F.R. em 1986, na presidência de Althemar Dutra de Castilho, bem como, dentre outra honrarias, com a Legião de Honra da França e com a de Grande Oficial da Ordem do Mérito Militar do Exército Brasileiro. Foi vice-presidente do Jockey Club Brasileiro, no início dos anos 2000. Falecido no Rio de Janeiro a 3 de outubro de 2005.

Raimundo


Raimundo Grossi, atleta do basquetebol alvinegro nos anos 60 do século passado, nasceu no Rio de Janeiro a 8 de dezembro de 1945. Fez parte da maravilhosa equipe do Botafogo, campeã brasileira de basquetebol em 1967, em decisão disputadíssima contra o Corinthians Paulista, sendo a primeira agremiação do Rio de Janeiro a conquistar tal competição. Também conquistou pelo Alvinegro o bicampeonato carioca (1966-67). Carioca, graduou-se pela Faculdade Nacional de Medicina (UFRJ). Especializado em Ortopedia e Traumatologia, é membro titular da sociedade brasileira da especialidade (SBOT-RJ), integrando a comissão científica do comitê de osteoporose da instituição, sendo também membro da Sociedade Latino-Americana de Ortopedia e Traumatologia. Já foi chefe de serviço e diretor do Hospital Estadual Anchieta (Rio de Janeiro). Titular da Clínica Dr. Raimundo Grossi (Barra da Tijuca). Co-autor do livro ‘Osteoporose: Mais de 100 Respostas para suas Perguntas’ (Editora Record – 2002). Detentor da Medalha Pedro Ernesto, da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, concedida a ele em maio de 1985. Em reunião do conselho deliberativo do clube, a 3 de março de 1994, foi-lhe concedido o título de benemérito, por proposta do então presidente Carlos Augusto Montenegro. Foi ainda vice-presidente de desportos terrestres do Botafogo na gestão do presidente José Luiz Rolim (1997-99) e vice-presidente médico na administração do presidente Mauro Ney Palmeiro (2000-02).

Pedro Carlos

Pedro Carlos de Moraes Sarmento Pinheiro nasceu no Rio de Janeiro a 5 de janeiro de 1946. Atuou no basquetebol do C.R. Flamengo e a seguir no Tijuca T.C., do qual transferiu-se para o Botafogo em 1972, tendo pelo Glorioso se sagrado vice-campeão carioca adulto em 1973. Posteriormente atuou também no C.R. Vasco da Gama e no Fluminense F.C. Pela seleção carioca universitária foi tricampeão brasileiro, na disputa dos Jogos Universitários, em 1970-1971-1972. Graduou-se em 1972 pela Escola Médica do Rio de Janeiro, da Universidade Gama Filho. Especializado em Ortopedia e Traumatologia, é membro da SBOT-RJ desde 1975. É médico do Hospital Municipal Jesus, onde exerce a chefia de Ortopedia há cerca de 17 anos, tendo lá iniciado como médico residente em 1974. Foi médico residente em Ortopedia do Hospital Municipal Souza Aguiar em 1973. É especializado em Ortopedia Pediátrica. Possui o título de especialização em Medicina Desportiva desde 1974, bem como os títulos de Gestão Hospitalar pela Fundação Oswaldo Cruz - Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), Mestrado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1985 e Doutorado em Medicina pela UFRJ em 2009, possuindo ainda o título de fellow pelo Alfred du Pont (USA) em 1981.

Bihari


Fernando Bihari, nascido no Rio de Janeiro a 16 de março de 1948, foi atleta de basquetebol. Começou nos juvenis do Botafogo, até chegar à 1ª. Divisão. Participou da decisão do campeonato carioca adulto de 1973, na qual fomos derrotados pelo Fluminense F.C., ficando com o vice-campeonato. Atuou também no Tijuca T.C., C.R. Flamengo, Club Municipal e Grajaú T.C., porém nunca deixou de ser botafoguense. Integrou nos anos 70 a seleção carioca, na disputa de campeonato brasileiro em Campinas (SP). Por vezes integrante da seleção carioca universitária, na disputa dos JUBs (Jogos Universitários Brasileiros), pela mesma sagrando-se tricampeão brasileiro (1971-1972-1974). Em duas ocasiões defendeu o Brasil, competindo nos Jogos Macabeus (Israel – 1973 e 1977), tendo ainda participado, em 1982, do Campeonato Mundial de Basquete Militar, à época em que era tenente da Aeronáutica. Graduou-se em 1975 pela antiga Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, atual Escola de Medicina da Uni-Rio. Especializou-se em Medicina Esportiva (UFRJ – 1976) e Neurocirurgia (com Residência Médica no Hospital Geral de Bonsucesso), tendo trabalhado como médico do futebol profissional do América F.C. Atualmente reside no Canadá (Toronto), trabalhando com crianças e adolescentes portadores do 'espectrum' autista, no Ministério de Serviços à Infância e Adolescência na Província de Ontário.

Grangeiro


João Alves Grangeiro Neto, nascido a 22 de fevereiro de 1957, era exímio ‘cortador’ da equipe de voleibol do Alvinegro nos últimos anos da década de 70. Foi campeão brasileiro pelo Botafogo em 1976, bem como tricampeão municipal por nossas cores em 1978-79-80. Integrou a seleção brasileira por ocasião dos Jogos Olímpicos de Moscou (1980). Em 1981 transferiu-se para o Fluminense F.C. Também especializado em Ortopedia e Traumatologia, sendo igualmente membro da SBOT-RJ, integrando o comitê de Medicina Desportiva da instituição, bem como membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ). É médico dos quadros do Ministério da Saúde/Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia (INTO), ortopedista do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), tendo sido o coordenador da Área Médica dos XV Jogos Pan-Americanos RIO 2007 e atualmente (período 2008-2011) 2° vice-presidente do conselho deliberativo da ABBR (Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação).

Gabinete Médico do Botafogo em 1943
(Criado pelo Dr. Álvaro Lopes Cançado, o Nariz, em 1940
e que teve o Dr. Nova Monteiro à frente em 1946-47)


Nota: Após a publicação inicial do artigo, recebi essa preciosa colaboração de Rui Moura, do Mundo Botafogo. O Alvinegro tem dois atletas em sua equipe adulta de polo aquático, os quais disputaram a Liga Nacional do esporte em 2009 e que são médicos. São eles: Felipe Franco, o ‘Mega’ e Fabiano Franco. Felipe é atleta da seleção brasileira, pela qual disputou os Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro em 2007 e o campeonato mundial de Roma em 2009. Ambos atuam no Alvinegro desde 2003.
[Fonte: http://www.liganacionaldepoloaquatico.com.br/clubes/botafogo/]

[Publicado originalmente no blog Mundo Botafogo, a 18 de outubro de 2009 - Dia do Médico.]

sábado, 20 de março de 2010

Minhas Duas Experiências como 'Cartola' do Botafogo

por Claudio Falcão

Sou sócio do Botafogo de Futebol e Regatas desde junho de 1974, ininterruptamente, portanto há mais de 35 anos, inicialmente como contribuinte e posteriormente como proprietário. Durante esse tempo tive duas experiências como ‘cartola’ do clube.

A primeira, informalmente, pois em um passeio na época de férias da faculdade, de 1975 para 1976, à mineira cidade de Juiz de Fora, onde até hoje residem muitos parentes meus, dirigi-me à sede do Olímpico Atlético Clube para uma visita, onde a princípio a intenção era a de somente conhecer as instalações daquela tradicional agremiação, porém ao ser apresentado ao dirigente Mário Helênio de Lery Santos, o ‘Radialista Mário Helênio’, hoje já falecido, e que dá nome ao estádio municipal da ‘Manchester Mineira’, veio-me a ideia de tentar trazer as equipes de voleibol do Botafogo para participar de partidas amistosas naquela cidade.

O dirigente mineiro perguntou-me se eu teria acesso aos seus colegas botafoguenses e eu, que acompanhava na época as partidas do nosso voleibol em diversos ginásios e em várias categorias, respondi afirmativamente. Com essa resposta, Mário Helênio me afirmou que eu estava autorizado a ‘negociar’ com os ‘cartolas’ do Botafogo, nas seguintes bases: o clube juizforano se responsabilizaria pela hospedagem e alimentação da nossa delegação e o Alvinegro arcaria com os custos do transporte.

De volta ao Rio, levei a proposta aos nossos dirigentes, os quais entraram em contato com Mário Helênio, aceitando a proposta e acertando os detalhes. Viajariam as equipes adulta feminina e o melhor que tínhamos do elenco masculino, visto que seria muito difícil levar os ‘cobrões’ da equipe principal naquela excursão, pois só para se ter uma ideia, quatro de nossos titulares estavam a serviço da seleção olímpica brasileira. O aprendiz de ‘cartola’, Claudio Falcão, com certeza como um prêmio pela intermediação, foi convidado a acompanhar a delegação alvinegra.

Viajamos de ônibus para Juiz de Fora no sábado 8 de maio de 1976 e, ao chegarmos lá, pudemos ler a manchete do hoje extinto jornal ‘Diário Mercantil’, que anunciava assim as partidas: “Vôlei tem ótima noitada na cidade: Olímpico x Botafogo”. No também hoje extinto ‘Diário da Tarde’ a manchete era bastante parecida: “Vôlei tem hoje um grande espetáculo – Botafogo x Olímpico”. Na falta de uma qualificação para minha pessoa, que, como disse, acompanhava a delegação, referiram-se a mim como “representante da Torcida Jovem”, já que realmente eu não tinha cargo de direção no Voleibol do Botafogo. Ficamos hospedados no Hotel São Luiz, à Rua Halfeld, Centro da Cidade.

As duas partidas foram realizadas naquela mesma noite. A preliminar feminina foi bastante disputada e terminou com nossa vitória por 3x2 (parciais de 15x2, 15x4, 10x15, 4x15 e 19x17), atuando pelo Botafogo nossa grande revelação Rosita, então com 16 anos de idade, mais Mônica, Beth, Márcia Regina, Marlene e Selma, entrando no decorrer do jogo Dóris, Angelina e Denise. No masculino, apesar de estarmos representados por uma equipe basicamente de juvenis, triunfamos por 3x0 (parciais de 15x4, 15x2 e 15x13), contando com Marco Aurélio, Nelsinho, Álvaro, Alberto, Pedro e Betinho, tendo ainda atuado Tadeu, Mesquita e Luiz Fernando.

Após o pernoite no já citado Hotel São Luiz, retornamos no domingo ao Rio de Janeiro, trazendo duas vitórias na bagagem. O ‘Diário da Tarde’ de segunda-feira 10 de maio noticiou assim a jornada: “Olímpico perdeu para o Botafogo: 3x2 e 3x0” e “Botafogo venceu os dois jogos contra o Olímpico”.

A segunda experiência ocorreu no final de 1981, quando fui convidado, ainda como sócio contribuinte, a fazer parte da chapa que concorreu à eleição para renovação do corpo transitório do Conselho Deliberativo do Clube, a qual foi vitoriosa, tendo a mesma eleito José Eduardo (Juca) Mello Machado para Presidente do Conselho Diretor do Botafogo, derrotando nas urnas o candidato da situação, Emmanuel Sodré Viveiros de Castro, o Maninho. Juca tomou posse em janeiro de 1982, para um mandato que se estenderia até o final de 1984. Infelizmente o mesmo renunciou à presidência no transcurso do mandato, tendo o Conselho Deliberativo convocado nova eleição, para a qual se apresentaram como candidatos ao cargo os senhores Alcino Faria Machado e o mesmo Maninho, cuja chapa fora derrotada no pleito inicial, ambos membros natos do Conselho, saindo vencedor o segundo, que tomou posse em novembro de 1983 e dirigiu nosso clube até o final de 1984. Durante os três anos frequentei assiduamente nossas assembleias, participando de diversas votações e de decisões delas emanadas.

No final de 1984, época de novas eleições, fui novamente convidado a participar de uma chapa para renovação do corpo transitório do Conselho Deliberativo, a qual apoiava Jorge Aurélio Ribeiro Domingues para a presidência, porém não logramos êxito naquele pleito.

Dali em diante continuei sendo apenas o torcedor apaixonado da Estrela Solitária, que sempre serei, bem como pesquisador dos vários fatos que contam a História do Glorioso Botafogo de Futebol e Regatas.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Louça Botafoguense

por Claudio Falcão

Dentre os utensílios que possuo com a ‘marca’ do Botafogo destacam-se as peças de louça, cujas imagens estão exibidas mais adiante.

Entre canecas, xícara com pires, prato, copinho para cachaça e bandeja, são nove peças na coleção. A mais antiga, uma xícara de café com pires, possuo desde a infância, ganha como presente de aniversário há cerca de 45 anos. A última a ser incorporada ao acervo foi a bandeja retangular, recebida no mais recente Natal.

Alguns detalhes dos objetos:

= Xícara de café com pires, com o escudo do Botafogo em ambas as peças, apresentando marca dourada do fabricante, lembrando uma taça, porém sem identificação.

= Caneca de chopp da Porcelana Monte Sião, da homônima cidade de Minas Gerais, a qual começou suas atividades em 1959.

= Caneca de chopp da Porcelana Santa Rosa, cuja matriz localiza-se em Pedreira (SP), cidade cognominada ‘Capital da Porcelana’, no Brasil.

= Mini-caneca da Cerâmica Corcovado, também de Pedreira (SP), a qual iniciou suas atividades em 1954. A caneca apresenta de um lado o escudo do Botafogo e do outro uma imagem estilizada do Manequinho, com a inscrição ‘Mourisco’.

= Micro-caneca com aproximadamente 32 mm de altura, com o escudo do Clube e sem identificação do fabricante.

= Caneca pequena com o escudo do Clube e a inscrição “para uso exclusivo de um botafoguense”, sem identificação do fabricante.

= Prato raso de vidro, decorado com motivos botafoguenses, da Decor Glass, empresa fundada em 1984, cuja fábrica está localizada em Pedreira (SP), sendo ainda encontrado para aquisição no comércio.

= Pequeno copo para cachaça, fabricado pela Ceramarte Ltda., de Rio Negrinho (SC), empresa constituída em 1956, tratando-se de produto licenciado pelo Botafogo e facilmente encontrado à venda.

= Bandeja retangular, também da Ceramarte, sendo igualmente produto licenciado pelo Clube e de fácil localização para compra.

O conjunto, sem a bandeja

O conjunto, com a bandeja

O conjunto, com a xícara e pires em primeiro plano

A bandeja, portando xícara e pires

O destaque do acervo

quinta-feira, 18 de março de 2010

Títulos conquistados pelo Botafogo no Futebol Juvenil, depois Júnior (Sub-20) (2)

TORNEIO OCTAVIO PINTO GUIMARÃES - 1983
Campanha do campeão, o Botafogo
Turno
Botafogo 0 x 0 Flamengo
Botafogo 1 x 0 São Cristóvão
Botafogo 0 x 1 Fluminense
Botafogo 1 x 1 Bangu
Botafogo 2 x 2 Vasco da Gama
Botafogo 0 x 0 Campo Grande
Botafogo 1 x 0 América
Returno
Botafogo 1 x 0 Flamengo
Botafogo 2 x 0 São Cristóvão
Botafogo 2 x 0 Fluminense
Botafogo 1 x 0 Bangu
Botafogo 3 x 1 Vasco da Gama
Botafogo 2 x 0 Campo Grande
Botafogo 3 x 0 América

JOGO DO TÍTULO (DECISÃO):
BOTAFOGO 2 X 0 FLUMINENSE
Data: 18 / 06 / 1983
Local: São Januário, Rio de Janeiro
Árbitro: Élson Pessoa
Cartão vermelho: Ben-Hur, aos 40’ (2° tempo)
Competição: Torneio Octavio Pinto Guimarães de Juniores
Gols: Cláudio, aos 3’ e Brasília, aos 5’ (ambos do 2° tempo)
Botafogo: Sandderson, Ricardo, Zé Roberto, Brasília e Rogério; Ademir, Leonardo (Galhardo) e Luisinho (Ben-Hur); Hélio, Luís Cláudio (Nei) e Maurílio (Cláudio).
Técnico: Sebastião Leônidas
Fluminense: Ricardo Cruz, Francisco (Jorge Luís), Luisão, Édson e Eduardo; Rogério, Marco Aurélio (Toninho) e Charles (Fábio); Carlos (Ramon), Batalha e Antônio Carlos.
Técnico: Ernesto Paulo
Obs.: BOTAFOGO, CAMPEÃO DO TORNEIO OCTAVIO PINTO GUIMARÃES DE JUNIORES (1983)

Jogos: 15; Vitórias: 10; Empates: 4; Derrota: 1; Gols Pró: 21; Contra: 5.

Os campeões:
1. Sandderson Pimentel de Barros
4. Ricardo
2. José Roberto Corrêa da Rocha (Zé Roberto)
3. José Carlos Ferreira da Silva "Brasília"
6. Rogério Vieira da Silva
5. Ademir Fonseca
8. Leonardo de Oliveira Lima Carvalho
(Galhardo)
10. Luís Carlos Quintanilha (Luisinho)
(Ben-Hur Höer Melo)
7. Hélio Ricardo Dias da Conceição (Helinho)
9. Luiz Cláudio Simão
(Nei)
11. Maurílio
(Cláudio Mathias da Silva)
Técnico: Sebastião Leônidas

Fontes: Boletim Alvinegro, de julho/1983; Botafogo F.R. (Édson Bentes, ex-supervisor); Jornal dos Sports; Luiz Cláudio Simão e O Globo, de 19 / 06 / 1983

2° TURNO DO CAMPEONATO ESTADUAL DE JUNIORES – 1994
Campanha do campeão, o Botafogo
10 / 04 – Botafogo 4 x 1 Vasco da Gama (Maracanã).
Gols do Botafogo: Marcos Paulo (2), Dedé e Pardal.
13 / 04 – Botafogo 3 x 0 Bangu (Caio Martins).
Gols: Batata, Marcos Paulo e Pardal.
16 / 04 – Botafogo 0 x 0 Madureira. (Conselheiro Galvão).
20 / 04 – Botafogo 3 x 1 América (Campo do Heliópolis).
Gols do Botafogo: Batata, Beto e Dedé.
22 / 04 – Botafogo 0 x 1 Fluminense (Maracanã).
27 / 04 – Botafogo 1 x 0 Campo Grande (Ítalo Del Cima).
Gol: Serginho.
30 / 04 – Botafogo 2 x 1 Volta Redonda (Caio Martins)
Gols do Botafogo: Beto e Dedé.
04 / 05 – Botafogo 3 x 1 Flamengo (Caio Martins).
Gols do Botafogo: Marvila, Beto e Dedé.
07 / 05 – Botafogo 0 x 0 Olaria (Caio Martins).

Jogos: 9; Vitórias: 6; Empates: 2; Derrota: 1; Gols Pró: 16; Contra: 5.

Artilheiros: Dedé, 4 gols; Marcos Paulo, 3; Beto, 3; Pardal, 2; Batata, 2; Serginho, 1; Marvila, 1. Total: 16 gols.

CLASSIFICAÇÃO DO 2° TURNO:
1° Botafogo, campeão, 14 PG;
2° Olaria, 12;
3° Flamengo e América, 11;
5° Vasco da Gama e Madureira, 10;
7° Fluminense, 9;
8° Volta Redonda e Bangu, 5;
10° Campo Grande, 1.
Obs.: Vasco da Gama _ x _ Fluminense foi adiado.
Fonte: Jornal dos Sports e Revista Botafogo, n° 245, de 1994

Os campeões:
Beto – Joubert Araújo Martins, 9 jogos
Dedé – Jorge André dos Santos Guimarães, 9
Batata – Francisco Enrique Crespo dos Santos, 9
Alex Guimarães da Silva*, 8
Wanderlei Barbosa da Silva, 8
Alessandro Gonçalves Paiva, 8
Marcos Marvila Felix, 8
Glauco, 8
Marcos Paulo de Souza Ribeiro, 8
Pardal – Jânderson Soares de Espíndola, 7
Serginho, 7
Caio, 6
Regílson Fidélis Soares, 5
Arcelino de Souza Santos, 3
Alfredo Francisco de Souza Júnior, 3
Eneílson, 2
Flávio (goleiro)**, 2
Charles, 1
Big – Antônio Maria Salvador, 1
Ezequiel Pedro Arcanjo, 1
Rodrigo Luís Fonseca de Carvalho, 1
Marcelo Augusto Magalhães Ferreira, 1
Total: 22 jogadores
Técnico: Miguel Ferreira Pereira

* Não confundir com Alex dos Reis Martins, também goleiro, porém reserva.
** Não confundir com Flávio Rêgo da Silva, jogador de linha.

CAMPEONATO ESTADUAL DE JUNIORES – 1997
Até o momento não possuímos detalhes da campanha. Somente no ano seguinte foram proclamados campeões, empatados, Botafogo F.R., C.R. Flamengo e C.R. Vasco da Gama.

TORNEIO OCTAVIO PINTO GUIMARÃES – 1997
Até o momento não possuímos detalhes da campanha.

CAMPEONATO ESTADUAL DE JUNIORES – 1998
Campanha do bicampeão, o Botafogo
Turno (Taça Guanabara)
07 / 03 – Botafogo 1 x 0 Madureira
Gol: Felipe.
15 / 03 – Botafogo 3 x 2 Flamengo
Gols do Botafogo: Léo, Paulinho e Nílson.
18 / 03 – Botafogo 3 x 5 Bangu
Gols do Botafogo: Felipe, Paulinho e Léo.
21 / 03 – Botafogo 7 x 0 Friburguense
Gols: Léo (3), Nílson, Paulinho, André e Ronaldo.
29 / 03 – Botafogo 0 x 1 Vasco da Gama
05 / 04 – Botafogo 2 x 1 Fluminense
Gols do Botafogo: Ronaldo e Paulinho.
08 / 04 – Botafogo _ x _ Americano
Obs.: Partida adiada pela Federação e não mais disputada.
Fonte: Lance.
Returno (Taça Rio)
22 / 04 – Botafogo 2 x 1 Madureira
Gols do Botafogo: Léo e Alex.
26 / 04 – Botafogo 3 x 2 Flamengo
Gols do Botafogo: Paulinho, Léo e Nilson.
03 / 05 – Botafogo 4 x 2 Bangu
Gols do Botafogo: Nílson (2), Alex e Léo.
10 / 05 – Botafogo _ x _ Vasco da Gama (O Botafogo não foi a campo)
Obs.: O Botafogo perdeu por WO (não comparecimento), mas assim mesmo conquistou o returno. Fonte: Jornal dos Sports.
13 / 05 – Botafogo 1 x 0 Friburguense
Gol: Léo.
16 / 05 – Botafogo 3 x 2 Americano
Gols do Botafogo: Léo (2) e Fábio.
19 / 05 – Botafogo 1 x 1 Fluminense
Gol do Botafogo: Léo.

Finais:
BOTAFOGO 1 x 0 VASCO DA GAMA
Data: 31 / 05 / 1998
Local: Proletário, Rio de Janeiro
Árbitro: Edílson Soares da Silva
Competição: Campeonato Estadual de Juniores (decisão)
Gol: Léo, aos 40’ (2° tempo)
Botafogo: Cláudio, Ronaldo, Edimar, Fernando e Leandro Eugênio; Cléber, Sidicley, Renatinho (Fábio Luís) e Léo; Felipe (Leonardo Moura) e Fábio (Paulinho).
Técnico: Sebastião Leônidas
Obs.: Dé, o Aranha, técnico do Botafogo, estava suspenso.
Vasco da Gama: Hélton, Maricá, Filipe Alvim, André e Pablo; Fabrício Carvalho, Hélder, Eduardo (Dias) e Vanderlei; Rogério e Luiz Cláudio.
Técnico: Jaílson Guimarães

BOTAFOGO 1 x 0 VASCO DA GAMA
Data: 04 / 06 / 1998
Local: Proletário, Rio de Janeiro
Árbitro: William Marcelo de Souza Nery
Competição: Campeonato Estadual de Juniores (decisão)
Gol: Renatinho, de falta, aos 5’ (2° tempo)
Botafogo: Cláudio, Ronaldo, Fernando, Edimar e Leandro Eugênio; Cléber, Sidicley, Renatinho e Léo, Fábio e Felipe.
Técnico: Sebastião Leônidas
Obs.: Dé, o Aranha, técnico do Botafogo, estava suspenso.
Vasco da Gama: Hélton, Maricá, Géder, André e Filipe Alvim; Fabrício Carvalho, Hélder, Rogério e Dias; Vadinho e Luiz Cláudio.
Técnico: Jaílson Guimarães
Obs.: Cléber foi expulso.

Jogos: 15; Vitórias: 11; Empate: 1; Derrotas: 3; Gols Pró: 32; Contra: 17.

Artilheiros: Léo, 13 gols; Nílson, 5; Paulinho, 5; Felipe, 2; Ronaldo, 2; Alex, 2; André, 1; Fábio, 1; Renatinho, 1. Total: 32 gols.

Obs.: BOTAFOGO, BICAMPEÃO ESTADUAL DE JUNIORES (1997-1998)

Os bicampeões (1997-1998):
Goleiros:
Cláudio Rogério Sabino
Igor Trisuzzi
Allan da Silva Pereira
Laterais-direitos:
Ronaldo dos Santos da Conceição
Kleber Vinícius Rocha dos Santos “China”
Leandro da Silva Cardoso
Zagueiros:
Edimar Teodoro da Silva
Fernando Alves dos Santos
Bruno dos Santos Sá
Fábio Tavares da Costa
Laterais-esquerdos:
Leandro Eugênio Soares
Renato José Francelino Neto (Renatinho)
Obs.: atuava também de meia-esquerda
Diogo da Silveira Silva
Volantes:
Cléber de Araújo Nascimento
Fábio Luís Brito Oliveira
Wharley Fernandes da Silva “Mexicano”
Meias:
Márcio Vinícius Alípio Gomes
Obs.: atuava também de lateral-direito
Leonardo da Silva Moura
Sidicley Bernardo Nunes
Leonardo Ramalho Guimarães “Léo” (Leozinho)
Sérgio Henrique Silva Guedes (Serginho)
Atacantes:
Felipe de Oliveira Conceição
Nílson Barbosa Aleixo
José Paulo Roberto da Silva Ferreira (Paulinho)
Fábio Cardoso do Nascimento
Carlos André Thomé Montenegro
Alex Rogério Garcia de Oliveira
Alexandre Ramon de Souza
Márcio Augusto Carvalho Lemos
Técnico: Domingos Elias Alves Pedra (Dé, o Aranha)
Auxiliar Técnico: Sebastião Leônidas

Fontes: Jornal dos Sports, Lance, O Dia e Revista Botafogo, n° 252, de 1998
Colaboraram: Guilherme Van Der Laars (jornalista do Extra), Waldir Luiz (radialista da Rádio Nacional) e Jorge Luiz A. dos Santos (Jorginho), do Botafogo F.R.

TAÇA GUANABARA DE JUNIORES – 1999
Campanha do campeão da Taça Guanabara, o Botafogo
07 / 03 – Botafogo 7 x 0 Itaperuna (Caio Martins).
14 / 03 – Botafogo 5 x 2 Friburguense (Maracanã).
21 / 03 – Botafogo 2 x 1 Americano (Godofredo Cruz).
24 / 03 – Botafogo 3 x 2 Madureira (Conselheiro Galvão).
28 / 03 – Botafogo 1 x 2 Flamengo (Maracanã).
31 / 03 – Botafogo 2 x 1 Olaria (Rua Bariri).
04 / 04 – Botafogo 4 x 2 Bangu (Caio Martins).
11 / 04 – Botafogo 2 x 0 Vasco da Gama (Maracanã).
20 / 04 – Botafogo 1 x 0 Fluminense (Maracanã)
Gol: Léo, de cabeça, aos 41’ do 2° tempo.

Jogos: 9; Vitórias: 8; Derrota: 1; Gols Pró: 27; Contra: 10.

Os campeões:
Cláudio Rogério Sabino, 9 jogos.
Renato José Francelino Neto (Renatinho), 9.
Marcelo Antunes Estevam, 9.
Kleber Vinícius Rocha dos Santos “China”, 8
Fernando Alves dos Santos, 8.
Rafael da Silva Santos, 8.
Cléber de Araújo Nascimento, 8.
Nílson Barbosa Aleixo, 8.
Daniel Freire Mendes, 8.
Márcio Vinícius Alípio Gomes, 8.
Aluísio da Silva Neres Júnior, 7.
Sérgio Henrique Silva Guedes (Serginho), 6.
Leonardo Ramalho Guimarães “Léo” (Leozinho), 6.
Felipão, 5.
Fábio Luís Brito Oliveira, 4.
Fábio Tavares da Costa, 4.
Leandro Eugênio Soares, 3.
Afonso Cezar Rodrigues, 3.
Márcio Augusto Carvalho Lemos, 2.
Bruno dos Santos Sá, 1.
Diego, 1.
Técnico: Domingos Elias Alves Pedra (Dé, o Aranha)

Fontes: Jornal do Brasil e Revista Botafogo, n° 254, de 1999

TAÇA BELO HORIZONTE DE JUNIORES – 1999

Juniores Campeões em Belo Horizonte

“O Botafogo goleou ontem [01/08/1999] o Flamengo por 8 a 3 no Estádio Alberto Soares, em Itabirito, no interior de Minas, e se sagrou campeão da 15ª. Taça BH de Futebol Júnior. Cerca de seis mil pessoas prestigiaram a final do torneio.

O Flamengo, que havia levantado o caneco em 86 e lutava pelo bicampeonato, não conseguiu segurar o bom time do Fogão. O Glorioso dominou todo o jogo, construiu facilmente a goleada e conquistou o título pela primeira vez. O destaque foi Daniel, que marcou dois gols e criou as melhores jogadas do time alvinegro. Daniel foi eleito o craque do jogo.”

Fonte: Lance!, de 02 / 08 / 1999

CAMPEONATO ESTADUAL DE JUNIORES – 2000


Campanha do campeão, o Botafogo
Turno (Taça Guanabara)
11 / 03 – Botafogo 1 x 0 Bangu (Proletário).
23 / 03 – Botafogo 1 x 0 Olaria (Caio Martins).
26 / 03 – Botafogo 3 x 4 Flamengo (Maracanã).
29 / 03 – Botafogo 3 x 0 Friburguense (Caio Martins).
02 / 04 – Botafogo 1 x 0 Madureira (Conselheiro Galvão).
04 / 04 – Botafogo 1 x 1 Fluminense (Luso-Brasileiro).
Obs.: Jogo transferido do dia 19-03.
09 / 04 – Botafogo 2 x 0 Vasco da Gama (Maracanã).
12 / 04 – Botafogo 5 x 1 Americano (Godofredo Cruz).
16 / 04 – Botafogo 3 x 0 Volta Redonda (Caio Martins).
19 / 04 – Botafogo 5 x 4 América (Caio Martins).
22 / 04 – Botafogo 4 x 0 Cabo Frio (Alair Corrêa).
Returno (Taça Rio)
30 / 04 – Botafogo 3 x 0 Bangu (Caio Martins).
07 / 05 – Botafogo 2 x 1 Olaria (Bariri).
10 / 05 – Botafogo 2 x 1 América (Édson Passos, Mesquita)
14 / 05 – Botafogo 4 x 2 Flamengo (Maracanã).
18 / 05 – Botafogo 5 x 1 Friburguense (Eduardo Guinle).
21 / 05 – Botafogo 2 x 1 Madureira (Caio Martins).
28 / 05 – Botafogo 4 x 1 Americano (Caio Martins).
04 / 06 – Botafogo 3 x 1 Fluminense (Caio Martins).
08 / 06 – Botafogo 2 x 1 Vasco da Gama (Conselheiro Galvão).

Jogos: 20; Vitórias: 18; Empate: 1; Derrota: 1; Gols Pró: 56; Contra: 19.

Artilheiros do Botafogo: Daniel e Léo, 17 gols cada.

BOTAFOGO 3 x 1 FLUMINENSE
Data: 04 / 06 / 2000
Local: Caio Martins, Niterói
Árbitro: Jorge Fren
Competição: Campeonato Estadual de Juniores
Gols: Daniel, aos 28’ e Gílson, aos 37’ (1° tempo); Léo, de pênalti, aos 6’ e 20’ (2° tempo)
Botafogo: Igor, Leandro Teodoro (China), Bruno Sá, Tavares e Renatinho; Cléber (Carlinhos), Márcio Gomes, Geraldo (Fábio Luís) e Léo; Daniel e Nílson
Técnico: Dé
Fluminense: Lucas, André, Zé Carlos, Maicon e Gílson (Ademir); Fábio, Leandro, Lê (Edmílson) e Alex; Júlio César e Souza (Júnior)
Técnico: Paquetá
Obs.: Maicon foi expulso.

BOTAFOGO 2 x 1 VASCO DA GAMA
Data: 08 / 06 / 2000
Local: Conselheiro Galvão, Rio de Janeiro
Árbitro: Damião Braga
Competição: Campeonato Estadual de Juniores
Gols: Tavares, aos 26’ e Daniel, aos 45’ (1° tempo); Henrique, aos 43’ (2° tempo)
Botafogo: Lázaro, China (Márcio Gomes), Batatais, Tavares e Carlos Alberto Gomes (Almir); Tiago, Fábio Luís, Fabinho e Renatinho; William e Daniel (Nílson)
Técnico: Dé
Vasco da Gama: Luiz Fernando, Rony, Henrique, Gomes e André de Cal; João Paulo, Raphael Botti, Léo (Thiago Maciel) e Rodrigo Souza; Fernando e Cuiabá
Técnico: Luiz Antônio

Os campeões da Taça Guanabara, Taça Rio e Campeonato Estadual:
Goleiros:
Roberval Lázaro de Alcântara Filho
Igor Trisuzzi
Laterais-direitos:
Kleber Vinícius Rocha dos Santos “China”
Leandro Teodoro Biela
Carlos Drummond Júnior “Cazinho”
Sidnei Estevão Ferreira
Vítor
Zagueiros:
Bruno dos Santos Sá
Édson Carlos de Oliveira “Batatais”
Fabrício Brandão Santos
Mílson Garcia Júnior
Obs.: atuava também de volante (meio-campo)
Fábio Tavares da Costa
Laterais-esquerdos:
Carlos Alberto dos Santos Gomes
Arthur Matheus Zacharias da Silva “Carangola”
Renato José Francelino Neto (Renatinho)
Obs.: atuava também de meia-esquerda
Meio-campo:
Afonso Cezar Rodrigues
Almir Lopes de Luna
Cléber de Araújo Nascimento
Fábio de Oliveira Souza (Fabinho)
Fábio Luís Brito Oliveira
Geraldo Clemente de Paiva Júnior
Leonardo Ramalho Guimarães “Léo” (Leozinho)
Márcio Vinícius Alípio Gomes
Obs.: atuava também de lateral-direito
Carlos Alessandro Pereira “Mato Grosso”
Rodrigo Melo de Lima
Ronald de Albuquerque Corrêa “Ronny”
Bruno Sobral Barbosa
Tiago Coelho Branco Calvano
Tiago da Costa Martins
Atacantes:
André Torreão
Daniel Freire Mendes
Denni Rocha dos Santos
Diego Antônio Bernardo
Diego Souza Torres
Rodrigo Fortunato da Costa
Marcos Jéferson Farias Valentim
Nílson Barbosa Aleixo
William da Silva Guimarães
Técnico: Domingos Elias Alves Pedra (Dé, o Aranha)

Fontes: Jornal dos Sports e Revista Botafogo, n° 256, de 2000

TAÇA GUANABARA DE JUNIORES – 2001
Campanha do tricampeão da Taça Guanabara, o Botafogo
28 / 01 – Botafogo 1 x 0 Volta Redonda (Caio Martins).
03 / 02 – Botafogo 2 x 1 Olaria (Bariri).
11 / 02 – Botafogo 3 x 2 Americano (Godofredo Cruz).
18 / 02 – Botafogo 0 x 2 Flamengo (Gávea).
21 / 02 – Botafogo 4 x 4 Bangu (Caio Martins).
04 / 03 – Botafogo 2 x 2 Fluminense (Conselheiro Galvão)
Obs.: Nos pênaltis, Botafogo 4 a 2.
07 / 03 – Botafogo 4 x 1 Vasco da Gama (Bariri).

Jogos: 7; Vitórias: 4; Empates: 2; Derrota: 1; Gols Pró: 16; Contra: 12.

Os campeões:
Goleiros:
Roberval Lázaro de Alcântara Filho
João Paulo Horato Carneiro
Carlos Américo Neves dos Santos
Thiago Leal Santos
Laterais-direitos:
Sidnei Estevão Ferreira
Carlos Eduardo Cunha de Faria
Zagueiros:
Ricardo Gaspar Ribeiro
Rafael Marques Pinto
Marcelo Aparecido de Souza Pereira Alves
Diogo Marins da Silva
Fabrício Brandão Santos
Laterais-esquerdos:
Arthur Matheus Zacharias da Silva “Carangola”
Flávio Moro Guinhazi
Meio-campo:
Thiago Xavier Rodrigues Corrêa
Tiago Coelho Branco Calvano
Tiago da Costa Martins
Afonso Cézar Rodrigues
Fábio de Oliveira Souza (Fabinho)
Almir Lopes de Luna
Leandro Hercílio Carvalho da Silveira
Marcus Vinícius Civico
Fábio Hercílio Carvalho da Silva
Diego Marcolongo Coelho
Atacantes:
Alex Lopes Cibien
William da Silva Guimarães
Éwerton Guerreiro de Souza
Ânderson Ricardo dos Santos
Ânderson Moura Martins
Cassiano José Teixeira dos Santos
Diego Antônio Bernardo
Técnico: Domingos Elias Alves Pedra (Dé, o Aranha)

Fontes: FERJ e Revista Planeta Botafogo, n° 16, de abril de 2001

COPA DOETINCHEM (HOLANDA) – 2009
Campanha do campeão, o Botafogo
14 / 08 – Botafogo 3 x 0 Doetinchem (HOL).
Gols: Willian (2) e Alex.
15 / 08 – Botafogo 0 x 0 Kopenhagen (DIN).
15 / 08 – Botafogo 3 x 1 Vitesse (HOL).
Gols do Botafogo: Alex, Guilherme e Cidinho.
16 / 08 – Botafogo 3 x 0 West Ham (ING).
Gols: Alex (3).
16 / 08 – Botafogo 1 x 0 AZ Alkmaar (HOL).
Gol: Willian.

Os campeões:
Goleiros:
Mílton Raphael Guimarães Pires e
João Victor da Costa;
Zagueiros:
Gérson Guimarães Júnior,
Wesley Carneiro de Brito,
Felipe dos Reis da Silva e
Lucas "Zen" de Lacerda Lima Gonçalves;
Laterais:
Guilherme Alves da Costa,
Renan dos Santos Pinto e
Peterson Souza de Almeida;
Meio-campistas:
Philippe Guimarães (PH),
Marcelo (Marcelinho) Pereira Muniz,
Alcides (Cidinho) de Souza Faria Júnior,
Jônatas (Joninha) Firmino Ramalho da Silva e
Natan da Fonseca Salles;
Atacantes:
Alexssander (Alex) Medeiros de Azeredo,
Caio Canedo Corrêa,
Willian Alves de Oliveira,
Renan Leite Miranda e
Jorge Luiz da Costa.
Técnico: Luiz (Luizinho) Ronaldo Nunes Rangel.

Fontes: Botafogo de Futebol e Regatas e FERJ

[Pesquisa de Claudio Falcão, Pedro Varanda e Rui Moura.]